Centro Cultural da Penha

Programação de Novembro de 2019

Centro Cultural da Penha
Largo do Rosário, 20 - (11) 2295-0401
www.facebook.com/ccdapenha

CINEMA

Elas na Tela

Durante todas as quintas do mês de novembro, o Centro Cultural da Penha exibirá filmes e documentários com mulheres protagonistas negras marcantes do cinema nacional.

SINHÁ MOÇA

Na pequena cidade de Araruna, no fim do século XIX, as contínuas fugas de escravos traziam os grandes senhores alarmados, em especial o coronel Ferreira (José Policena). É nessa ocasião que sua filha Sinhá Moça (Eliane Lage) regressa de São Paulo dominada pelos ideais abolicionistas. Em sua viagem de volta conhece Rodolfo Fontes (Anselmo Duarte), filho de um renomado médico de Araruna, abolicionista entusiasta. No primeiro instante os dois jovens sentem-se mutuamente atraídos, porém, logo ela descobre as tendências escravocratas de Rodolfo e trava-se em seu espírito a luta entre seu amor pelo jovem e suas convicções humanitárias. O responsável pela fuga de escravos é levado ao tribunal e, para surpresa de todos, o jovem Rodolfo, confesso escravocrata, serve-lhe de advogado de defesa. Direção: Tom Payne. Elenco: Anselmo Duarte, Ruth de Souza, Eliane Lage. Gênero Comédia dramática. Nacionalidade Brasil. Duração 120m.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 07/11 (quinta)

Horário: 19h30

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

XICA DA SILVA

Segunda metade do século XVIII. Xica da Silva (Zezé Motta) era uma escrava que, após seduzir o milionário João Fernandes (Walmor Chagas), se tornou uma dama na sociedade de Diamantina. Ela passou a promover luxuosas festas e banquetes, algumas contando com a exibição de grupos de teatro europeus. Sua ostentação fez com que sua fama chegasse até a corte portuguesa. Direção: Carlos Diegues. Elenco: Zezé Motta, Walmor Chagas, Altair Lima. Gênero Comédia dramática. Nacionalidade Brasil. Duração: 1h 57min.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 14/11 (quinta)

Horário: 19h30

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

ANTONIA

Vila Brasilândia, periferia de São Paulo. Preta (Negra Li), Barbarah (Leila Moreno), Mayah (Quelynah) e Lena (Cindy) são amigas desde a infância e sonham em viver da música. Elas deixam o trabalho de backing vocal de um conjunto de rap de homens para formar seu próprio conjunto, o qual batizam de Antônia. Descobertas pelo empresário Marcelo Diamante (Thaíde), elas passam a cantar rap, soul, MPB e pop em bares e festas da classe média. Mas quando o sonho delas parece começar a se tornar realidade o cotidiano de violência, machismo e pobreza em que vivem afeta o grupo. Direção: Tata Amaral. Elenco: Negra Li, Leilah Moreno, Quelynah. Gêneros Drama, Musical. Nacionalidade Brasil. Duração: 1h30m.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 21/11 (quinta)

Horário: 19h30

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

ESTAMIRA

Trabalhando há cerca de duas décadas em um aterro sanitário, situado em Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro, Estamira Gomes de Sousa é uma mulher de 63 anos, que sofre de distúrbios mentais. O local recebe mais de oito mil toneladas de lixo da cidade do Rio de Janeiro, diariamente, e é também sua moradia. Com seu discurso filosófico e poético, em meio a frases, muitas vezes, sem sentido, Estamira analisa questões de interesse global fala também com uma lucidez impressionante e permite que o espectador possa repensar a loucura de cada um, inclusive a dela, moradora e sobrevivente de um lixão. Direção: Marcos Prado. Gênero Documentário. Nacionalidade Brasil. Duração: 2h01m.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 28/11 (quinta)

Horário: 19h30

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

CineB Solar – Fios de Alta Tensão

“Cine B” é um circuito alternativo de filmes brasileiros que acontece pela primeira vez na Penha com uma sessão de cinema ao ar livre. O filme será “Fios de Alta Tensão”: “O que o seu cabelo fala a seu respeito? Com essa pergunta abordamos mais de quarenta pessoas em Salvador, Belém do Pará, Rio de Janeiro e São Paulo e as respostas revelam histórias de resistência, de conquista, de afirmação e de superação. Baseado na diversidade étnica, etária, socioeconômica e de gênero, podemos traçar um retrato original do Brasil contemporâneo a partir dos cabelos dos brasileiros.”

Onde: Largo do Rosário

Quando: 09/11 (sábado)

Horário: 19h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos na bilheteria e trocados por um saco de pipoca na entrada da sessão)

Classificação: livre

 

 

MÚSICA

Marcos Munrimbau

Dono de uma extensão vocal e de uma tessitura invejáveis, o artista Marcos Munrimbau desenvolveu um trabalho que destaca o que há de mais rico e abrangente no universo da música popular brasileira e de gêneros como o jazz e o pop. Por seguir esse caminho, sua voz peculiar, seus arranjos e suas poesias ora se encontram no coração da brasilidade, e ora se amplificam na diversidade. Desse modo, capta-se o caráter essencial da nossa música e da nossa cultura, que é a universalidade das alegrias, tristezas e amores que povoam a vida de qualquer ser humano, em qualquer lugar do mundo.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 09/11 (sábado)

Horário: 20h

Valor: R$ 20 (inteira). R$ 10 (meia)

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Varanda de violeiros

A Atividade Cultural Todos Juntos promove um encontro de violeiros para apreciadores da música sertaneja. O evento garante uma variedade de estilos e um bom papo animado, um espaço para artistas que não tem onde mostrar seu talento.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 13/11/2019 (quarta-feira)

Horário: 19h

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Aísha Alexandra

Aísha Alexandra estuda canto coral desde os 10 anos de idade. Suas primeiras apresentações foram em concursos escolares e shows de talento. já se apresentou no teatro “TUCA ARENA”, juntamente com o coral Infanto Juvenil da EMESP Tom Jobim, no “ENCONTRO DE COROS”, no Auditório do MASP e no Especial de Natal da TV CULTURA. no projeto do Bar Brahma para novos talentos, com o Rapper James Lino – Potencial3. Participou do evento “Revirada Cultural” promovido pela Prefeitura de São Paulo.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 20/11 (quarta)

Horário: 16h

Valor: R$ 10 (inteira). R$ 5 (meia)

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Todos juntos e misturados

Projeto que surgiu para dar espaço a novos artistas da região para apresentações no Teatro Martins Penna. Durante toda a apresentação, todos os gêneros musicais como rock, sertanejo, hip hop e samba estarão presentes. É só chegar!

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 27/11 (quarta-feira)

Horário: 19h

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Mutamba Trio

Oriundo de Ermelino Matarazzo - zona leste de São Paulo o projeto tem como proposta uma grande viagem sonora por meio do cruzamento de ritmos brasileiros e mundiais, com ênfase nas diversas sonoridades da diáspora africana. O Trio conta com repertório autoral transitando por vários estilos como Samba, Jazz, Funk, Soul, Rap, Dub, Salsa, Ritmos Brasileiros, Afro-Cubanos entre outros.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 30/11 (sábado)

Horário: 20h

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

 

SEXTA DO RISO

Sexta do Riso - Homens de Preto

Homens de Preto é um grupo de stand up formado por comediantes afros. Como o nome já diz, os artistas trazem para o cenário algo que faltava para o público: Representatividade. Rodando pelo Brasil o grupo reune diferentes estilos de comédia formado de textos 100% autorais. Os comediantes se revezam nos palcos de teatros, bares e até em programas de tv levando o público a risadas sinceras abordando todo tipo de assunto. A noite será composta por Kedny Silva, Thiago Phernandez e André Smith.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 08/11 (sexta)

Horário: 20h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos uma hora antes)

Classificação: 12 anos

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Sexta do Riso - Dinho Machado

Dinho Machado teve seu primeiro contato com o palco na adolescência como músico. Estudou canto e dança, mas paralelamente o dever e a gravata o chamavam (“palavras de papai”). Participou como convidado em grupos consagrados como Comédia ao Vivo, Clube da Comédia, Seleção do Humor e Comedians.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 15/11 (sexta)

Horário: 20h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos uma hora antes)

Classificação: 12 anos

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Ingrid Bryan – Mais um tom de preto

Ingrid Bryan é figura conhecida do Teatro Martins Penna. Mensalmente, apresenta o 'Mais Um Tom De Preto Comedy'. O espetáculo é um show de humor com stand up, personagens e esquetes.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 29/11 (sexta)

Horário: 20h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos uma hora antes)

Classificação: 12 anos

Acessibilidade para cadeirantes.

 

 

CIRCO

Cabaré das Palhaças - V Encontro Internacional das Mulheres Palhaças

Cabaré das Palhaças é um espaço para diferentes estilos de palhaçaria feminina e sua diversidade de temas. Essa atividade nos apresenta um panorama da cena contemporânea produzida pelas palhaças atualmente.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 06/11 (quarta)

Horário: 20h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos uma hora antes)

Classificação: 12 anos

Acessibilidade para cadeirantes.

 

 

TEATRO

Silêncio

No mundo das histórias, duas contadoras relembram um tempo distante de um reino que não sabia se comunicar até a chegada de um mago misterioso que tira de uma caixa encantada dois elementos: o silêncio e a palavra. Maravilhados com o som e o poder da fala os habitantes deste lugar logo se tornaram falantes, tagarelas e verdadeiros autofalantes. Ignoraram o silêncio, o mago magoado o trancou em lugar misterioso e lançou uma profecia que fala demais contra todos se voltaria.
Muito tempo se passou e esse reino se prepara para chegada da herdeira, Mabel, uma princesa encomendada. O excesso das falas começam apresentar seus problemas.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 09/11 (sábado)

Horário: 11h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos uma hora antes)

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Dramaturgias do Lixo

Vasculhar o lixo de outra pessoa é crime, poucos sabem disso, afinal é só lixo, o que se pode descobrir de alguém apenas olhando seu lixo...? Seus costumes, sua história, seus desejos e tudo que um dia ela foi. E o que você gostaria de jogar no lixo? Seus restos de comida, suas roupas que já não lhe servem, seus cadernos ou diários, aquilo que já não tem utilidade...O Projeto Dramaturgias do Lixo viaja pelas inúmeras histórias que o lixo pode nos contar, fantasiando e ampliando olhares para esta figura que está presente na vida de todos, o lixo, a fim de aguçar a
curiosidade do público.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 12/11 (sábado)

Horário: 20h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos uma hora antes)

Classificação: 12 anos

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Vidas Secas

Espetáculo teatral inspirado na obra literária “Vidas Secas” de Graciliano Ramos, que narra as dificuldades enfrentadas pela família de Fabiano e Sinhá Vitória quando eles decidem cruzar a pé o sertão nordestino em busca de um pedaço de chão menos seco, que dê uma possibilidade de existência, à eles e à seus filhos. Durante a viagem, a seca, a fome e a desesperança são companheiras inseparáveis dessa família, assim como a cachorra Baleia e uma ave sorrateira, não muito querida, mas muito paciente.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 17/11

Horário: 19h

Valor: R$ 20 inteira, R$10 meia (abertura da bilheteria uma hora antes)

Classificação: Livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

 

DANÇA

Brasil Terreiro

O espetáculo ‘Brasil Terreiro’ narrará, dentro do universo de danças do Bumba meu Boi - que inclui danças como o Lelê, o Cacuriá, o Tambor de Crioula, além do próprio auto do Boi - o nascimento do folguedo desde a África até a chegada dos indígenas no auto do Boi e sua influência na dança.

Onde: Largo do Rosário

Quando: 17/11

Horário: 17h

Valor: gratuito

Classificação: Livre

 

Tríptico Sertanejo

O espetáculo TRÍPTICO SERTANEJO mergulha no vasto e multifacetado mundo dos sertões brasileiros, com a intenção de decifrar suas paisagens, sua gente e suas lendas para compor uma perspectiva de seu ideário e de suas mitologias.

Onde: Teatro Martins Penna

Quando: 23/11 e 24/11

Horário: Sábado às 20h. Domingo às 19h

Valor: gratuito (ingressos distribuídos uma hora antes)

Classificação: 12 anos

Acessibilidade para cadeirantes.

 

 

LITERATURA

Sarau Cheiro de Canela - Vozes Nordestinas

Cheiro de canela: Vozes Nordestinas é um projeto das artistas Negra Cinthia, Isabela Almeida e Aryani Marciano sempre acompanhadas de instrumentistas e Dj ́s que embalam canções de própria autoria e grandes sucessos de vozes femininas que representam o nordeste. Cada uma dentro de sua história, ao contrário do que podem julgar olhares homogeneizantes sobre a trajetória de vida das mulheres negras, contribui com suas referências diversas, enquanto encontram as estruturas rítmicas e harmônicas que ecoam na mesma sintonia: rap, afoxé, samba-reggae e música afro-cubana.

Onde: Biblioteca José Paulo Paes

Quando: 07/11

Horário: 19h

Valor: gratuito

Classificação: Livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Histórias da mala de Ébano (contação de história)

Histórias de uma viagem por territórios africanos procurando mais sobre a história de seus ancestrais. Das menores aldeias aos grandes impérios africanos, encontrou muito mais do que imaginava! Descobriu que olhando de perto África e Brasil não estão tão distantes. Esse povo tão precioso trouxe além da sua beleza, histórias de personagens fortes e amáveis como a doce menina Kethiwe apaixonada pela Calimba. E a valente e teimosa Nanana bo Sele Sele. Essa curiosa viajante vem compartilhar estas e outras histórias e contos que as nos constroem e transformam sempre.

Onde: Hall da Biblioteca José Paulo Paes

Quando: 09/11, 16/11 e 23/11 (sábado)

Horário: 15h

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Histórias Sobre o Folclore Brasileiro - Grupo João Acaiabe (contação de histórias)

A contação de histórias leva o público para o universo dos contos, lendas, poemas e cantigas do repertório brasileiro, que são interpretados de forma poética, lúdica e bem humorada. Além de divertir e estimular a imaginação, o hábito de ouvir histórias desde cedo ajuda na formação de identidades, pois a relação de troca entre contador e ouvinte possibilita um grande acúmulo na bagagem cultural do espectador. A apresentação possui música ao vivo, com efeitos sonoros, onde o som funciona como elemento narrativo, acentuando e pontuando momentos do espetáculo. Advinhas, trava línguas e cantigas de roda também compõem o espetáculo. O intuito é despertar a fantasia e a imaginação dos espectadores, em um roteiro que traz histórias como: O Macaco e a Velha, Pirueta a pipa peralta etc.

Onde: Biblioteca José Paulo Paes

Quando: 14/11

Horário: 10h

Valor: gratuito

Classificação: Livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Pérolas da Sereia (contação de histórias)

Pelas águas doces e salgadas a Sereia vem nadando do continente Africano até o Brasil, resgatando todos os seus filhos que ficaram pelo caminho em uma viagem muito longa no navio negreiro à ela também cabe a função de preservar as suas tradições. Com muita música, história e interação das crianças, vamos desvendando os mistérios do mar.

Onde: Biblioteca José Paulo Paes

Quando: 21/11

Horário: 14h

Valor: gratuito

Classificação: Livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Sarau Resistência Periférica

SARAU RESISTÊNCIA PERIFÉRICA é a união de alguns dos melhores poetas e escritores da cena dos saraus e slams de SP, com performances em grupo e individuais, que refletem a resistência estética e literária das periferias. Edição Especial: CONSCIÊNCIA NEGRA.

Onde: Biblioteca José Paulo Paes

Quando: 23/11

Horário: 16h

Valor: gratuito

Classificação: Livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Debate Literário Rap e Literatura

“Toda canção de rap é um poema esperando para ser apresentado”, com os devidos créditos ao crítico literário americano Adam Brandley, essa é uma frase a ser debatida. São questões como essa que conduzirão esse encontro.

Nessa mesa o intuito é promover a reflexão, convocar nossos convidados a compartilhar de suas vivências, ponto de vistas, sobre como o RAP e a literatura são um só nas periferias e como se dão os processos de resistência dessa literatura que não chega nas estantes.

Onde: Biblioteca José Paulo Paes

Quando: 26/11

Horário: 19h

Valor: gratuito

Classificação: Livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

 

COMUNIDADE IMIGRANTE

Encontro de mulheres imigrantes

Todo o terceiro domingo do mês as mulheres imigrantes da região da Penha se reúnem no Centro Cultural da Penha para uma troca de conhecimentos e compartilhamento de experiências em estar em uma nova cultura.

Onde: Centro Cultural da Penha

Quando: 17/11 (domingo)

Horário: 16h

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

Aula de português para imigrantes

A aula de português para imigrantes acontece todos os domingos às 14h em parceria com a associação CAMI. As aulas são abertas.

Onde: Centro Cultural da Penha

Quando: domingos às 14h

Valor: gratuito

Classificação: livre

Acessibilidade para cadeirantes.

 

 

CURSOS E OFICINAS:

  • Programa Vocacional de Teatro (acima de 14 anos) – sábados, das 10h às 13h;
  • Programa Vocacional de Artes Visuais (graffiti, lambe-lambe, stêncil, sticker, poesia urbana) (acima de 14 anos) – terças, das 14h30 às 17h30 e 18h30 às 21h30;
  • Piá (Programa de iniciação artística) 5 a 13 anos – terças, das 10h às 17h30;
  • Projeto Guri - quartas e sextas, das 10h às 18h;
  • Fablab - Terça a sexta, das 10h às 19h, sábados das 10h às 14h;
  • Oficina de dança (zumba) - quartas e sextas, das 17h30 às 20h30;
  • Oficina de dança de salão - Baile aos domingos, às 16h;
  • Oficina de técnicas terapêuticas – quartas, às 10h;
  • Oficina de xiang gong - terças e quintas, das 10h às 12h;
  • Oficina de dança circular – sextas, das 19h às 20h;
  • Oficina de teatro infantil – terças, das 10h às 13h, e quintas, das 14h, às 17h;
  • Oficina de teatro experimental – terças, das 16h às 19h, e quintas, 13h às 16h;
  • Oficina de teatro (adaptação e montagem) – quartas, das 18h às 21h, e sábados, das 14h às 17h;
  • Oficina de violão – quintas, das 14h às 21h;
  • Oficina de danças urbanas (hip hop) – quintas, das 15h às 21h30;
  • Oficina de maracatu – quartas, das 20h às 21h30.

Facebook/ccdapenha

Instagram/ccdapenha