FOTOS

O que seu guarda roupas diz sobre você?
               Tudo! Essa resposta é direta e verdadeira.



O que você veste diz quem você é, o que você quer e, outras vezes, o que você está querendo mostrar. Como? Bem simples, vou explicar.

A maneira como nos vestimos é uma das formas que expressamos emoções internas, experiências vivenciadas e um pouco do que adquirimos de cultura por nossa caminhada. Também é a maneira mais explicita de enviarmos mensagens internas para a sociedade em que vivemos.

Em alguns ambientes as roupas que usamos são os únicos indicadores sociais e econômicos, vide pelas marcas usadas. Marcas famosas e muito caras indicam que quem veste tem alto poder aquisitivo, e marcas mais populares e mais acessíveis são usadas por pessoas com baixo poder aquisitivo. Mas também existe outra possibilidade em torno de marcas caras ou populares. Existem pessoas que mesmo não tendo uma boa condição financeira fazem algum sacrifício e preferem comprar roupas de marcas caras para serem aceitas em um determinado ambiente. Por isso, a roupa também pode ser usada como uma ferramenta social. Não só em círculos sociais, mas também em determinadas tribos. Algumas pessoas aderem a um determinado estilo para ser aceito em determinada tribo.

Mas existe uma infinidade de sinais enviados através da vestimenta. O uso das cores, por exemplo, diz muito sobre a pessoa que usa. Quem gosta de cores vivas e estampas coloridas não tem medo nenhum de chamar atenção, na verdade até gosta um pouco. Geralmente quem investe em cores fortes são pessoas extrovertidas, comunicativas e gostam de passar uma imagem alegre ao outros. Ao contrário, pessoas mais tímidas preferem cores mais neutras, pois evitam chamar tanta atenção pra si e dão preferência às cores neutras, para não se exporem tanto.

Quem é ligado em moda, investe nas ultimas tendências, usa até mesmo as tendências mais duvidosas. Geralmente são pessoas ousadas, que gostam de ser vistas como inovadoras e corajosas, que se arriscam sem ter tanto medo de serem criticadas. Na verdade, gostam de ser elogiadas pela sua ousadia. Ao contrário disso estão as pessoas que preferem manter-se na zona de conforto fashion, usam sempre o mesmo estilo, sem arriscar mudar, pois têm receio de não lhe cair bem e da opinião das outros.

Compram roupas regularmente, mas sem fugir do estilo adquirido em anos.

Mulheres com autoestima elevada abusam de roupas sensuais. Já as mulheres que não estão tão seguras optam por roupas mais soltinhas e mais confortáveis.

Pessoas que aderem a um estilo mais despojado geralmente são despreocupadas com imagem e mais ligadas ao conforto. Não se preocupam tanto em formar um conceito em torno de sua imagem.

Com isso, vemos que a cognição da roupa comprova a ideia de que pessoas se vestem do modo como se sente e também do modo como querem se sentir. Que roupa a faz sentir poderosa? Sexy? No controle? Rica? As roupas que você escolhe estão enviando mensagens àqueles a sua volta, mas também a você, você mesmo.

Além disso, quando você se veste de uma determinada maneira pode ajudar a mudar o seu estado interior, fazendo sentir-se melhor e elevando a autoestima.

Luana Gisbert • Consultora de Moda • Formada em moda e especializada em Consultoria de Imagem pelo Instituto Marangoni de Milão


 

Voltar