FOTOS

Óculos escuros são aliados na proteção contra os raios UV
por Arilton Batista

É verdade que a proteção contra os efeitos dos raios ultravioletas (UVA e UVB) no corpo deve ser feita durante todo o ano. Mas são nas estações em que o sol dá mais as caras que essa proteção é devidamente redobrada. Durante a primavera e o verão a utilização dos óculos escuros é claramente maior do que nas demais estações. É comum ver homens, mulheres, senhoras, senhores e crianças usando o assessório, que possui um leque gigantesco de opções de modelos, cores e estilos diferentes. É de suma importância, porém, que o material seja de qualidade, para que o então aliado não se torne um vilão para a saúde.

Utilizar óculos que não possuem proteção contra os efeitos dos raios transmitidos pelo sol é pior do que não usar o acessório. A explicação está na finalidade das lentes do produto. Como são escuras, acabam dilatando as pupilas e dando maior abertura para a entrada da luz solar. Como o material não possui a proteção necessária, o efeito é extremamente negativo ao usuário, que pode adquirir doenças como catarata, pterígio – popularmente conhecida como Carne no Olho – e até sofrer com a degeneração macular relacionada à idade (DRI). Nesse período do ano, principalmente, a categoria dos ambulantes passa a comercializar com maior fervor os óculos de sol, que são oferecidos quase sempre por valores bem abaixo do mercado. Neste caso, o clichê do barato sai caro pode ser aplicado. “O acessório de má qualidade expõe mais a visão do que a falta de proteção, pois a claridade deixa de incomodar os olhos, que então se abrem e ficam mais expostos à radiação”, explica o oftalmologista Dr. Edney Resende, chefe do departamento de glaucoma do Hospital Pacini, de Brasília (DF).

Muitos têm dúvidas com relação à cor ideal da lente para uma melhor proteção. Só que a cor do produto, na verdade, não tem interferência alguma no resultado final,  a proteção. Sabe-se que algumas cores e tons sãos agradáveis para serem utilizados durante a noite, outros mais apropriados para olhos claros e para olhos escuros. Mas não em relação com a proteção aos raios UVA e UVB. Podem existir óculos com lentes totalmente claros com 100% de proteção e alguns com lentes escuras – como os vendidos nos camelôs – que não oferecem proteção. “Sabe-se que a cor âmbar [laranja-amarelado] é mais confortável para a noite, mas o que muda é apenas o conforto. Independente da cor é possível aplicar um tratamento com filtro UVA/UVB nas lentes. Em olhos mais claros recomenda-se o uso das lentes um pouco mais escuras, para a proteção e para evitar a fotofobia”, orienta a Dra. Caroline Ferraz, oftalmologista e professora do Curso de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi.

Além da proteção propiciada pelos óculos escuros de boa qualidade, outros recursos podem ser utilizados para evitar os desgastes causados pelo forte calor, pelo tempo seco e também pela poeira e o sol. “A lubrificação é um cuidado importante. As lágrimas ajudam na defesa ocular e no verão a evaporação é maior. Portanto, o uso de colírios lubrificantes pode ajudar a evitar a secura ocular”, comenta a Dra. Caroline Ferraz. Um médico especialista, entretanto, deve sempre ser consultado antes da utilização de qualquer medicamento. “Há vários tipos diferentes [de colírios], com formulações diferentes, com e sem conservantes, e o oftalmologista é quem pode melhor orientar seu uso”, indica o Dr. Edney Resende.

Uma mescla de proteção e estilo

Tendo como prioridade os cuidados com a visão, a proteção aos raios ultravioletas emanados pelo sol, os óculos escuros são ótimos parceiros como elementos de moda. O mercado oferece inúmeras formas, cores e estilos diferentes para os mais variados públicos. O ponto alto para o público feminino no verão de 2014 são os óculos grandes. Segundo o jornalista de moda Rafael Pinheiro, 25, as tendências para a próxima estação voltadas para as mulheres são produtos de lentes arredondadas e coloridas. “Também terão destaque as estampas divertidas e translúcidas e aplicações nas laterais. Mas vale lembrar que antes de qualquer tendência, é preciso cautela e experimentar diversos modelos”, diz o profissional.

Cada formato de rosto pede um tamanho e modelo diferente de óculos. É importante fazer essa autoanálise antes de adquirir os óculos de sol. São quatro os formatos de rostos: redondo, quadrado, triangular e oval. Os rostos redondos ficam melhores com óculos retangulares. As faces quadradas se adaptam melhor com o formato redondo ou oval dos óculos. No rosto triangular o modelo “aviador” e com a parte de baixo ovalada são os mais indicados. Já para o rosto oval os formatos mais indicados são o redondo e o retangular. Essas formas e conceitos têm por objetivo dar equilíbrio aos traços faciais. “Outra dica importante ao adquirir óculos novos é notar se as sobrancelhas estão dentro da lente. O ideal é que elas fiquem do lado de fora, acompanhando o formato da armação, e nunca escondidas por baixo”, reforça o jornalista Rafael Pinheiro.



Para harmonizar os óculos com as demais peças é preciso ter, sobretudo, bastante cautela. Quando a armação for grande ou muito estampada o indicado é que não se utilize outros acessórios, para que a aparência não fique carregada. Se o modelo possuir uma cor mais neutra e for mais discreto, as mulheres podem combiná-lo com lenços e chapéus de palha de aba curta. “Aposte em peças confortáveis, veja e experimente vários modelos nas lojas e caso seja sua primeira compra, procure armações lisas em cores neutras. E não se esqueça de verificar se o produto consta proteção necessária”, comenta Rafael Pinheiro, que finaliza indicando marcas nacionais de referência no setor: “Tem três grandes marcas brasileiras que eu acompanho de perto os lançamentos. A Chilli Beans, que, além de óculos escuros, tem óculos de grau, relógios e sempre faz parcerias com estilistas durante as semanas de moda; a Triton é uma marca que está ganhando o mercado; e a Absurda, com lançamentos seguindo as tendências da moda e cheios de parcerias”.


 

Voltar