FOTOS

A Culinária Árabe e a riqueza em seus sabores
por Humberto G. Aliperti

A cultura dos árabes chegou ao Brasil no final do século 19, considerada uma das mais ricas entre todos os povos que imigraram para a América do Sul. Os árabes de origem cristã saíram de seus países refugiados. O que motivou a perseguição do Império Otomano, formado por islâmicos, onde alguns  fixaram residência no continente americano e outros no  Brasil, fato foi este pela oferta de terras e oportunidades.

Conta-se também que muitos desses árabes, em sua maioria saindo do Líbano e da Síria, também atracaram nos portos brasileiros. Enganados pelas companhias de navegação por promessa de chegarem aos Estados Unidos, os viajantes acabavam fixando sua moradia na Argentina ou no Brasil.

Dentro dessa riqueza cultural e gastronômica, o aspecto mais aceito e difundido na sociedade brasileira atual foi a tradicional Culinária Árabe. Conhecida pelo sabor marcante de suas especiarias e pela variedade de carnes, grãos, pimentas e nozes, a Culinária Árabe já conquistou um lugar de respeito no coração da grande parte dos brasileiros, descendentes e simpatizantes pela comida.

Uma história que marcou a identidade da Culinária Árabe: ESFIHA JUVENTUS!

Celso Abrahao, administrador da Esfiha Juventus, é filho de imigrantes Sírios que desembarcaram no Brasil em um navio de imigrantes. Atingindo uma idade madura, começa a trabalhar vendendo esfihas como ambulante. Ao passar do tempo, conhece uma jovem que trabalhava na Mooca, com fabricação de sapatos. Casaram-se e formaram uma família.
 
Com o progresso, fixou-se comercialmente entrando de sócio em um empório na Rua Visconde Laguna. Colocou um forno e lá começou a fazer as deliciosas esfihas. A cada pessoa que passava, ele oferecia uma esfiha de graça para experimentar. Logo à noite retornavam com seus familiares para que eles confirmacem a delícia de esfiha. Tudo isso se passou em 1967, quando veio ficar sozinho no local. E, com sua esposa, enobreceu e marcou o lugar com a rica culinária Árabe.

Influenciado pelo Clube do Juventos e seu campo ao lado do empório, colocou o nome de Esfiha Juventus e, em 1998, veio a falecer, sendo que a casa ficou administrada por gerentes, sua esposa e seu irmão.

Seu filho, que tinha outra profissão como engenheiro mecânico, acompanhava o marco gastronômico que seu pai havia deixado. Em meados de 2008 foi convidado a participar na administração. Recebe até hoje seus clientes e amigos com muito carinho e simplicidade, sempre inovando seu atendimento sem deixar a tradição e a culinária Árabe ensinada pelo seu Pai.

Esfiha Juventus • Rua Visconde de Laguna,152 - Mooca
O Tour Gourmet tem por objetivo mostrar o que há de melhor na gastronomia paulistana, sem deixar de apresentar os grandes chefs de cozinha,  suas receitas e histórias.
Apoio: Associação Paulista de Imprensa •
www.api.org.br e TV Geração Z  • www.tvgeracaoz.com.br


 

Voltar