FOTOS

Benefícios do Pilates para as mulheres

Desenvolvido por Joseph Pilates, esse método compreende uma série de exercícios que objetiva a união perfeita do corpo e da mente durante a prática. Tem como base principal para a realização: a concentração, a respiração, o controle, a fluidez e a precisão dos movimentos. Diversos fatores contribuem para esta atividade ter se tornado uma febre, entre eles estão os rápidos resultados em: fortalecimento muscular, alongamento, consciência corporal, correções posturais, melhora de dores musculares e ainda, a melhora da respiração, a elevação da auto estima e a redução do estresse.

O pilates está na moda e não é por acaso. Na busca por exercícios cada vez mais efetivos, os praticantes sentem rapidamente a melhora postural, a redução do perímetro abdominal e a promoção de uma maior consciência corporal. Além disso, estimula o bem-estar psicológico, aumenta a concentração, reduz o stress e ainda, trabalha os músculos pélvicos beneficiando a sexualidade e ajudando a prevenir a incontinência urinária.

A prática do pilates fortalece a musculatura profunda e superficial do abdôme que além de ser imprescindível para a boa postura, promove o adequado posicionamento e funcionamento dos órgãos internos, afinando a silhueta e proporcionando uma aparência elegante, por isso o sucesso com as mulheres. 

Não é difícil entender porque as mulheres aderiram e continuam fieis à sua prática. Exercitar-se de maneira segura, eficiente, prazerosa e ainda melhorar a qualidade de vida. Quem não quer? 

Na idade adulta, na menopausa e pós-menopausa, ele pode ajudar a combater o estresse e a amenizar os sintomas da variação hormonal como: a TPM, as enxaquecas e retenção de líquidos. Previne e trata de doenças como a osteoporose, a incontinência urinária, entre outras.

Pilates na terceira idade:

Os benefícios do pilates na terceira idade vão desde o alívio das dores provenientes deste período, até melhora da auto-estima. Sabe-se que nesta fase estamos propensos a uma maior carência de equilíbrio, força e massa muscular, e é justamente nesses pontos que esta prática pode atuar. Além de promover a interação social do idoso, a melhorar o humor e também a confiança em si mesmo. 

Pilates e gravidez

Este é um método de exercícios muito recomendado pelos médicos durante a   gravidez. Não é à toa que as gestantes representam boa parte dos alunos nos estúdios. Já está provado que a atividade física no período gestacional fortalece não só o coração da mulher, mas também o do bebê. Além de exercitar a capacidade física, o pilates traz tranquilidade e bem estar, diminuindo a ansiedade normal desse período. Sabemos, que a modalidade ajuda as mamães antes, durante, e depois do parto, principalmente por que:

Diminui as dores lombares;

Melhora a circulação;

 Melhora a postura;

Diminui o inchaço e os edemas nas pernas, pés e braços;

Previne varizes, câimbras e lesões;

Alivia o estresse e ajuda a manter a concentração durante o parto, com o trabalho de respiração;

 Fortalece a região abdominal e o assoalho pélvico, ajudando tanto na hora do parto quanto na recuperação e cicatrização;

Com a área pélvica bem fortalecida, a mamãe tem mais facilidade para relaxar e contrair os músculos durante o parto e recupera a boa qualidade muscular bem mais rápido. Outra coisa boa é que os exercícios também gastam calorias, o que ajuda a controlar o ganho de peso na gravidez e evita sobrecarga nas articulações.

Para quem já é praticante, nos primeiros meses de gravidez pode continuar. Mas as mulheres que não praticam exercícios ou são iniciantes no método devem começar depois do terceiro mês de gestação, sempre consultando seu médico antes, claro! A partir daí a mamãe pode frequentar as aulas até o último mês, se não tiver nenhum desconforto. A única restrição é que sejam aulas individuais, para que a atenção seja voltada apenas para as necessidades dela.

Lembre-se de respeitar seu corpo e entender que nem sempre existe sofrimento e dor na prática de uma atividade física. O pilates é um método que visa justamente o contrário, como já dizia Joseph: “Realize seus exercícios com o máximo de prazer e o mínimo de esforço”.

Fontes: Revista Pilates • Portal da Educação Física • Revista Original Pilates Digital.
Sabrina Costa • Prof. Educação Fisica e Instrutora de Pilates  proprietária do estudio Infinity Pilates


 

Voltar