FOTOS

Mês de Laser





Assim mesmo, com “s”. Não é lazer, nem ficar fazendo nada. É tempo de aproveitar os benefícios daquela luzinha mágica que some com as manchas, os vasinhos e ainda revitaliza a pele.

Que as manchas são provocadas, na maioria dos casos, pelo excesso de sol, hormônios e gravidez todo mundo sabe. O que pouco se sabe é por que aparecem vasinhos avermelhados no rosto.

As principais causas → Envelhecimento, uso de medicamentos tópicos, hereditariedade e rosácea.

O que é rosácea? É uma doença de pele que apresenta alterações na circulação sanguínea superficial, inflama a derme e o resultado é o aparecimento de nódulos e pústulas (espinhas). O tratamento é à base de medicação via oral indicada pelo médico dermatologista.

E lembre-se os vasinhos avermelhados do rosto não são varizes.

Se a sua pergunta sobre eles é: existe tratamento? A resposta é sim. 

1. A aplicação de Laser de Diodo 1064, que combina laser e luz pulsada, é capaz de fazer os indesejados vasinhos desaparecerem. O número de sessões é determinado pelo médico dermatologista e varia entre 1 e 5 sessões.

2. Outro tratamento que costuma funcionar é a Rádio Frequência SRA. “Com essa técnica tratamos as manchas e todos os vasinhos de rosto de uma única vez, por isso não existem contraindicações”, explica a Dra. Patricia Rittes. São necessárias 3 aplicações com intervalos de três semanas.

E já que o assunto é Laser...

São poucas as abençoadas pela natureza que não tem manchas no rosto. Mas o santo laser, o peeling e as máscaras estão aí para ajudar a fazer desaparecer essas sombras sobre a pele.  

Manchas na gravidez → a mais comum é a cloasma que aparece na região das maçãs do rosto, no buço e na testa.

Tratamento: Peeling de Krulig, pool de substâncias clareadoras, aplicado no consultório pelo médico dermatologista.

Manchas de sol → são as melanoses, as sardas que aparecem na infância ou depois dos 30 anos por conta da exposição ao sol.

Tratamento: Laser de Luz Pulsada BBL, aplicado no rosto, colo, braços, costas.

Pintas brancas → aparecem entre os 30 e 40 anos e, por incrível que pareça, são lembranças de todo o sol que tomamos na adolescência.

Tratamento: Laser de Baixa Potência XTRAC

Dra. Patrícia Rittes - Dermatologista - Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Pós-graduação Dermatológia  - Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo


 

Voltar