FOTOS

A Importância da Vida Afetiva


A vida afetiva é parte integrante do nosso dia a dia e influencia todas as nossas ações e expressões as quais só podem ser compreendidas se sabemos os afetos que as acompanham.

A vida afetiva ou os afetos abrangem muitos estados pertencentes a esfera do prazer, desprazer, a angústia em seus diferentes aspectos, a dor, o luto, a gratidão, etc.

Ao procurarmos compreender a vida afetiva encontramos as emoções e os sentimentos e, nestes, estão os dois afetos básicos que constituem a vida afetiva: o amor e o ódio, os quais estão sempre presente na vida psíquica. Os afetos ajudam-nos a avaliar as situações, servem de critério de valoração positiva ou negativa para as situações da nossa vida. Preparam nossas ações, ou seja, participam ativamente da percepção que temos das situações vividas e do planejamento de nossas reações ao meio em que vivemos.

Os afetos também tem uma outra característica, estão ligados à consciência, o que nos permite dizer ao outro o que sentimos, expressando através da linguagem nossas emoções. Os afetos básicos amor e ódio, além de manifestarem-se como emoções, podem expressar-se como sentimentos. Eles diferem das emoções por serem mais duradouros, menos explosivos e por não virem acompanhados de reações orgânicas intensas.

O impacto das emoções e dos transtornos psíquicos sobre a saúde orgânica é muito maior do que se supõe, pois o número de pessoas que adoecem devido a não saber lidar com suas emoções é grande (mente sã, corpo são). Estatísticas mostram que de cada dez pacientes que buscam um médico, três apresentam queixas inexplicáveis aparentemente, sem nenhuma causa orgânica. Tais sintomas aparecem exatamente para chamar atenção ao sofrimento psíquico quando ainda são apenas sinais. É nesse momento que se diz que o paciente está somatizando, sendo necessário e adequado neste momento a busca pela psicoterapia, que vai auxiliar a pessoa a refletir sobre a sua existência, levando a perceber-se para ampliar sua consciência de vida afetiva levando-o ao autoconhecimento.

O importante é perceber que vida afetiva, emoções e sentimentos compõe homens e mulheres, constituindo um aspecto de fundamental importância na vida psíquica. Na paixão e na separação, na alegria e na tristeza, o organismo responde, embora, nem sempre as conexões entre sentimentos e problemas físicos sejam evidentes.

As emoções e os sentimentos são como alimentos do nosso psiquismo e estão presentes em todas manifestações da nossa vida. Necessitamos deles porque dão cor e sabor a nossa vida. Porém, cabe aqui, nossa atenção aos transtornos psíquicos, para prevenção do surgimento de doenças, como também no combate aos males orgânicos instalados por eles.

Aceitar nossas próprias limitações é permitir desenvolver nossa condição humana, é integrar de forma equilibrada todos os aspectos da nossa vida afetiva.


Renaura  Silva Francisconi Pardal • CRP 35469-7 •  Psicóloga Clínica e Psicopedagoga •  Consultório: Rua Jorge Augusto,656 sala 19 •  renaura.f@hotmail.com • cel:99299-0932


 

Voltar