FOTOS

A disciplina no século XXI: um ato de amor para as mães


A definição de disciplina segundo o dicionário é "conjunto dos regulamentos e regras destinados a manter a boa ordem". 

E hoje, como definimos atitudes em palavras, valores em ação e respeito em propósito?
 
Atualmente, há um dilema sobre a presença da disciplina na educação dos filhos adolescentes e dos limites que estes esperam ter.
 
Mas filhos esperam limites? 

Sim, faz parte do desenvolvimento do ser humano ter a ciência do que pode e do que não pode. 

Esta vivência inicia-se na infância com os aprendizados de sobrevivência e de inserção social e chega na adolescência, com os dilemas grupais e afetivos. 

Nesse sentido, os pais possuem um papel fundamental o de orientar e acompanhar os filhos. 

Por isso, não menos importante, destaco a importância que as mães possuem neste caminho rumo ao crescimento e amadurecimento dos adolescentes. 

Elas, por sua vez e pela ligação biológica que possuem, são um porto seguro e norteiam os passos dos filhos. 

O vínculo afetivo entre mães e filhos é insubstituível e na adolescência é algo decisivo no bom relacionamento entre os dois. 

Atualmente, a juventude está mais contestadora, com opiniões concretas sobre os diversos contextos e os adolescentes passam por mudanças constantes, deixam de serem crianças para estar mais próximos da vida adulta; eles têm dúvidas, perguntas, carências, conflitos e ainda trazem dentro de si aquela criança insegura que precisa de consolo e, quem sabe, de um "colinho". 

Por outro lado, as mães modernas precisam assumir múltiplos papeis sociais e profissionais e dedicar-se aos filhos para assegurar que se tornem adultos mais seguros e convictos de seus valores morais e éticos. 

E esta dedicação será um desafio, pois ela necessita de precisão entre amor e firmeza. Na educação, seja ela qual for os extremos nunca são saudáveis, ou seja, a ausência total ou a exigência desmedida, a permissividade ou a rigidez desgastam as relações e distanciam os corações.
 
Nesse sentido, a orientação deve permear os parâmetros do que são direitos e deveres e a mensuração da liberdade. 

Liberdade... Como conquistá-la? Como ofertá-la? 



Um verdadeiro desafio para as mães do século XXI. 

A liberdade envolve-se diretamente com prioridades, valores e culturas e por este motivo, deve ser clara no que diz respeito aos limites, principalmente no que tange ao sujeito exigir do outro uma postura em seu meio social. 

Não há uma receita mágica em como conciliar, todas as mulheres que existem nas mães, para educar um filho, em todas as suas fases, mas há uma fórmula que jamais dá errado: a do amor. 

Dedicar tempo aos filhos e educá-los, principalmente aos adolescentes, é de fundamental importância. Eles precisam da atenção, precisam ser ouvidos, precisam falar e perceber que sempre haverá alguém para ajudá-lo, mas acima de tudo, precisam ter a certeza de que sempre vai ter alguém para amá-lo. 

Para você que será mãe, para você que é mãe, avó, madrinha... Que o dia das mães seja muito mais do que um dia elencado do calendário, que ele seja o tempo de reflexão sobre a sua importância na vida de muitos. 


Feliz dia das mães! 


_________________________________________

Rosangela Miguel Coordenadora Pedagógica e Orientadora Educacional


 

Voltar