FOTOS

Férias!
O que fazer com seus filhos



O ano foi concluído, terminaram as aulas, os filhos em casa... Nada de horários, lições, pesquisas, lanches, uniforme, lista de material... Enfim, parte da missão está cumprida!
Muitos pais comemoram as férias dos filhos, pois elas representam um descanso para eles também. Outros, porém, não sabem o que fazer com as crianças em casa e se atrapalham, mostrando-se ansiosos por acabar o mês de janeiro. E para outros ainda, as férias são uma verdadeira tortura.
As férias são importantes para as crianças, adolescentes e jovens se refazerem da rotina escolar, afinal de contas, parece que foi ontem o período de adaptação, provas, lições de casa, trabalhos e de vestibular!
Então, para os profissionais da educação que acreditam que o objetivo principal de uma escola é a educação integral do individuo, esta é a hora de reunir a família, conviver com os filhos, trocar experiências, brincar, passear juntos e acima de tudo, conversar!!!
Sim, o diálogo é primordial em qualquer faixa etária, aliás, é algo que está se perdendo em nossa sociedade e em muitas famílias, por isso cultive-o em sua casa!
Esse é um período que pode ser aproveitado pela família toda, afinal de contas, nem sempre é possível planejar as férias dos adultos com a dos filhos, principalmente por haver dois períodos: férias de julho e recesso escolar em janeiro.
Então, firmando a parceria família-escola, propomos a reflexão por parte dos pais com a seguinte pergunta:
“Você já parou para pensar no que o seu filho faz quando está fora da escola?”
Geralmente e o mais comum é assistir TV, utilizar brinquedos diversos, ir ao shopping, praticar esportes, ouvir músicas, sair com a turma, com irmãos, primos, navegar na internet, relacionar-se nas redes sociais, entre outros.
Nas férias, é natural que as crianças e adolescentes queiram se divertir “mais”, o que nos remete a uma dúvida cruel: “O que faço? Devo comprar mais brinquedos? Devo viajar? Um resort ou uma pousada? Deixo-os viajarem só com os amigos? Dormir na casa do namorado ou da namorada? Ficar sozinho em casa? ...”
É claro que não descartamos tais possibilidades, porém, precisamos levar em consideração que cada faixa etária tem seus interesses e prioridades e neste caso, vale uma pesquisa para saber as características de cada um e seus respectivos limites.
Por isso preparamos algumas dicas para vocês aproveitarem ao máximo este período tão especial:
• A partir dos 3 anos, é importante que as crianças participem das escolhas das atividades que farão (dentro da limitação delas). Também é interessante conversar com elas após os programas, tentar descobrir o que elas sentiram se gostaram se têm vontade de repeti-lo ou não.
• Televisão, DVD, Computador são permitidos e já conhecidos, mas atentem-se à duração, a qual deve ser apenas por curtos períodos diários. E lembre-se de verificar o que crianças e adolescentes acessam.
• O contato com a natureza, com animais, passeios, brincadeiras e aventuras ao ar livre com equipamentos que os desafiem são ótimas atividades.
• Para dias meio chuvosos, típicos do mês de janeiro, desenhos e produções artísticas são muito interessantes e não tenha medo de arriscar, extrapole o papel e o lápis; ofereça tintas, papéis grandes, com espessuras diferentes, caixas de papelão (são ótimas para esconder algum tesouro!) e o que sua imaginação e paciência permitirem. No caso dos maiores, uma sessão de cinema em casa, com muita pipoca; uma tarde de jogos on line, a semana de desafios do videogame, um horário marcado para se encontrar nas redes sociais, são uma boa saída.
• A culinária sempre é muito bem vinda pelas crianças pequenas e grandes, por isso organize a tarde dos doces, prepare pela manhã um lanche divertido, uma noite italiana, um final de semana japonês e aproveite a diversidade gastronômica mundial. Contudo, lembre-se sempre das orientações nutricionais.
Nas férias dá para fazer bastante coisa, o importante é usar a criatividade e a imaginação para garantir a diversão de todos.
Por fim, o maior objetivo deste período é o de integrar as famílias, de fortalecer vínculos e de experimentar o melhor sabor das férias: o de dar um tempo para o tempo!
Esqueça horários, agenda, celulares e aproveite a conversa, a troca no café da tarde, a possibilidade de caminhar juntos na orla da praia, de partilharem uma aventura em um brinquedo do parque de diversões, de observarem as árvores e as paisagens naturais ou de simplesmente, conversar com seu filho após um programa de tv assistido por vocês, juntos no sofá da sala.
Então, para vocês: Boas férias!


 

Voltar