FOTOS

Perfeição

 

Existe a perfeição? A própria definição desta palavra já é difícil.

Tentamos chegar ao máximo para alcançar a perfeição. Entretanto, nunca chegará sequer perto da perfeição quem não procura ou não se esforça o suficiente.

Por isso, vale a pena tentar, não importa em que atividade, em que setor, todos devem procurar fazer o melhor possível. Seja na gramática, na literatura, na redação, na linguística, como orador, como escritor ou ainda nas modalidades do esporte, nas atividades do comercio, da indústria, na agricultura, nos inventos, nas profissões e assim por diante.

Nota-se que a cada dia, a sociedade vem procurando aperfeiçoar as pesquisas, seja nas áreas científicas e tecnológicas. Hoje se vê tantos equipamentos avançados, com melhor qualidade, velocidade, aparência, produtividade, etc.

Se não buscássemos a perfeição constantemente, não evoluiríamos em nenhum setor da atividade humana.

No passado não muito distante, fazíamos uso da máquina de escrever de diversos modelos e marcas, evoluindo dos manuais para as elétricas e eletrônicas. Com o avançar da tecnologia, chegou o computador que equivale à máquina de escrever digital, o tablet, os celulares que além da finalidade inicial de telefone, são capazes de enviar mensagens, fotografar, filmar, acessar à internet, ou seja, tudo porque alguém foi e continua em busca da perfeição.

E essa busca parece não ter fim, nunca se atinge o topo em nenhum segmento, mas deve ser uma constante. Quem acha que chegou ao topo ou quem parar no tempo e não aperfeiçoar ficará perdido, será ultrapassado e cairá em desgraça.

Se o homem não para de evoluir é porque ele deseja atingir a perfeição e vencer na sociedade.

Se Deus dotou o homem com inteligência e capacidade infinita, ele deve utilizá-los e fazer a vontade do Criador. Por essa razão, a humanidade está constantemente evoluindo e melhorando. Aproveitando-se dessas infinitas dádivas, o homem irá alcançando a sua perfeição.
Caro leitor, você já deve ter passado por essa experiência. Aplique sua sabedoria em sua atividade, procurando para cada setor, o máximo em que pode ser melhorado.

A satisfação que se sente quando realizamos algo diferente que é digno de elogio e contentamento, ou que é aceito pelas pessoas que estão ao nosso redor, cria-se uma satisfação interna, por poder ser útil a quem destinamos os nossos serviços ou produtos.
Se estivermos felizes e satisfeitos é porque estamos sendo útil.

 

Por Hatiro Shimomoto • escritor, Presidente do Conselho da Organização King de Contabilidade; Hatiro Shimomoto Advocacia; TRIJAB - Tribunal de Justiça Arbitral do Brasil; ABRADE - Associação Brasileira de Defesa das Empresas;  Dep. Estadual 6 mandatos. Professor, advogado e contabilista.


 

Voltar