FOTOS

Dani Gondim


A nova estrela da TV brasileira

 

Conversamos com a nova estrela da TV Dani Gondim que está arrasando em seu primeiro papel de destaque nas novelas do SBT vivendo a Nicole, a vilã de Carinha de Anjo.

CityPenha: Você começou no mundo da moda, fez bastante sucesso, inclusive internacionalmente. Como surgiu a mudança para a carreira de atriz?

Dani: Eu sempre fiz teatro com peças na escola, desde meus 7 anos, sempre gostei de atuar. Quando decidi ser modelo, para mim eu estava atuando. Eu acho que uma coisa complementa a outra. Se você não souber atuar você não é uma boa modelo.

CityPenha: Sua carreira de atriz na TV começou em Malhação?

Dani: Isso, fiz uma participação na novela.

CityPenha: Depois de Malhação como foi sua ida para o SBT?

Dani: Depois de Malhação, eu achei que não era o que se encaixava na minha vida. Eu falei – “não, não vou fazer novela”. Continuei trabalhando como modelo e até recebi alguns convites, mas decidi que não era o momento. Até que fiz um workshop na Globo muito bacana, com o Chico Accioly. Fui convidada para fazer esse workshop. Foram convidadas apenas 8 pessoas do Brasil e isso trouxe de volta esse desejo da atuação. Fiz uma participação em Cúmplices de um Resgate e logo depois fechei o contrato para Carinha de Anjo.

CityPenha: Hoje nessa nova novela, você está vivendo uns dos papéis principais, a vilã! Como está sendo essa experiência para você?

Dani: Muito bacana, uma honra. A Leonor, que é a nossa autora, está acreditando muito em mim. Ela diz que a novela é escrita para a mocinha e para a vilã. A novela é baseada nelas, tudo acontece por causa delas, então ela me deu esse presente. Nosso diretor, que foi o diretor de Cúmplices de um Resgate, me indicou, e deu certo.

CityPenha: Dá para sentir que você está curtindo muito esse momento de viver esse personagem!


Dani: É uma honra fazer parte desse elenco, que tem nomes como Clarice Niskier, José Rubens Chachá e outros. São nomes que fazem parte da história da televisão e do teatro, e são pessoas incríveis.

CityPenha: Você é relativamente nova nesse mundo de atriz de televisão, como você se preparou para esse personagem? Teve algum tipo de laboratório, como foi isso?

Dani: A minha família é meio workaholic, então você dá uma missão para a gente e nós vamos cumprir ao pé da letra (risos). Tivemos um preparador de elenco que foi o Ariel do SBT. Ele deu uma dimensão maravilhosa do personagem. Ele definiu tanto fisicamente quanto verbalmente e de sentimentos do que o personagem quer, para que ele quer isso, de onde ele veio. Ele deu tudo, até como a mãe penteava o cabelo dela, tudo para se chegar na Nicole de agora.

 


Foto: Divulgação


CityPenha: Isso é realmente um trabalho bastante profundo!

Dani: Sim, é um trabalho profundíssimo. Criamos um ser humano dentro da gente. Você tem que criar uma nova pessoa, os sentimentos dessa pessoa. É uma pessoa que tem desejos diferentes dos nossos, uma vida diferente da nossa, e você tem que deixar isso muito claro na hora que está interpretando. Por exemplo, eu como doce e a minha personagem não come, então se eles colocam um bolo na minha frente, eu sendo a Nicole, tenho desprezo por aquilo.

CityPenha: Ai tem que fazer aquela cara que aquilo é horrível?

Dani: Não é nem olhar, ou mostrar que não gosta, dentro de você não pode gostar.

CityPenha: Como você teve que elaborar esse personagem dentro de você, o que ficou em comum entre a Nicole, sua personagem, e você?

Dani: Em comum com a Nicole? (risos)

CityPenha: Vocês são muito diferentes?

Dani: Sim, a Nicole e eu somos muito diferentes. Ela está sempre arrumada, sempre maquiada e sempre pronta. Eu nunca estou pronta, estou sempre “errada”, sempre de moletom, sempre de cara lavada. Em questão de sentimentos ela é traíra com a família, coloca as pessoas sempre em segundo lugar e se coloca em primeiro lugar. Para mim a família está sempre em primeiro lugar. Eu não consigo ver semelhança, talvez que ela seja modelo e eu também (risos)

CityPenha: Isso deixa ainda mais difícil fazer um personagem que é um oposto seu?

Dani: Sim, é verdade. Lembrei de uma coisa que a gente tem em comum, a Nicole é muito expressiva, faz muitas caras e bocas e eu também faço muitas caras e bocas, eu construí isso junto. (risos)

 


Dani Gondim em cena na novela Carinha de Anjo 
Foto: Lourival Ribeiro/SBT


CityPenha: Hoje você está morando em São Paulo ou continua em Fortaleza? Como você administra essa questão?

Dani: No avião. Estou no aeroporto agora mesmo, toda semana eu viajo.

CityPenha: Você viaja direto? Vai pra lá e vem pra cá?

Dani: Isso mesmo, eu sem minha família não sou ninguém. Eu amo meu trabalho, mas preciso deles também, assim eu concilio isso, nem que seja para pegar um voo e voltar amanhã só para dormir com a minha mãe. Isso deixa minhas baterias no topo.

CityPenha: Mas isso bagunça um pouco o seu dia a dia, as rotinas, a questão de cuidados como alimentação e ginástica. Fica tudo meio bagunçado não fica?

Dani: Realmente bagunça tudo, mas eu tentei criar uma rotina em cada lugar. Eu defini que nunca estou viajando, que estou sempre no lugar onde estou. Eu tento encarar cada lugar onde estou como se não fosse uma viajem, assim se hoje eu estou aqui, tenho que acordar, tomar café, fazer meu treino, ir para o trabalho, fazer minhas leituras do texto, em qualquer lugar independente de onde eu esteja. Então se eu estou no Rio eu vou treinar na praia, se eu estou em São Paulo eu vou na academia. Inclusive fora do país, eu vou muito para o exterior, e lá mantenho minha rotina. Se eu ficar pensando que estou viajando, nunca vou ter uma rotina.

CityPenha: Com relação ao futuro quais são seus planos? Já tem outros projetos? Pretende continuar na TV? O que você imagina para o seu futuro?

Dani: Eu confesso que na realidade não sei, mas gosto muito de apresentar, gosto de lidar com o público infantil. Eu tenho esse desejo de ser apresentadora de programa, é uma coisa que eu estudo bastante. Um outro projeto que desejo é criar um espaço de eventos, aniversários infantis, que tenha uma horta, coisas para as crianças construírem. Minha família tem uma escola infantil, chama a Casa da Tia Lea, por isso estamos sempre envolvidos com isso, eu gosto muito.

CityPenha: Para finalizarmos nosso bate papo, o que você gostaria de passar como mensagem para os leitores da nossa revista?

Dani: Eu li uma frase essa semana que achei muito interessante: “com a sabedoria vem o desejo pela felicidade”. Eu acho que temos que batalhar pelo que desejamos, mas as vezes o que a gente deseja já temos. Então ficamos com um desejo louco de crescer, de alcançar o sucesso, mas esse sucesso já está sempre com a gente. Se você está com a sua família, se você já está construindo sua história, então entende que existe uma beleza maravilhosa na felicidade.


 

Voltar