FOTOS

Festas natalinas: Tradição ou despojamento?

 

Basta um olhar pelas ruas da cidade para ver que o espírito de Natal já invadiu as casas, prédios, ambientes e, é claro, as pessoas. 

O Natal é uma ótima ocasião para se reunir com todas as pessoas da família, amigos e agregados, para confraternizar e fortalecer o amor. Não escapamos de algumas cerimonias clássicas: a trocas de presentes e, claro, a tão aguardada ceia natalina farta. Na atualidade estas comemorações estão ficando simples e confortável. Estamos livres das formalidades ou não?

É o lugar de simbolização “lúdica”, memória de sabores, ritmos, músicas e gestos do grupo familiar e vincula elementos altamente simbólicos: a origem, os vínculos entre as famílias e amigos que já são da família e o lugar que cada um ocupa.

Nenhum núcleo da sociedade sofreu mais transformações comportamentais nas últimas décadas do que a família. Aquela composição clássica de comercial de TV, em uma reunião feliz é, hoje em dia, cada vez mais rara na vida real, por conta de novos arranjos familiares e do maior número de relacionamentos assumidos. 

Os eventos sociais natalinos podem ser tranquilos ou resultar em um ataque de ansiedade e situações nada agradáveis, nesse clima descontraído regados a muita risada, alegria e, às vezes, tensão, podendo favorecer barracos e gafes. 
Por isso as festas em família nem sempre são os eventos mais esperados por todos que estão lá, e nem sempre todo mundo da casa tem a mesma opinião sobre todos os assuntos do mundo. Por isso, para não acabar entrando em discussões desagradáveis vamos nos atentarmos em alguns comportamentos para não erramos:

Não convide mais pessoas do que você pode receber:

Tenha em mente a quantidade de pessoas que você vai convidar, até porque é uma enorme “saia justa” quando os convidados precisam ficar a noite toda em pé por falta de lugar para sentar. 

Não deixe de cumprimentar os anfitriões:

Ao chegar ao jantar, a primeira coisa que deve ser feita é ir diretamente cumprimentar o anfitrião (ã).  Os donos da casa com certeza tiveram muito trabalho para organizar a festa, e recebe-los com alegria.

Discutir política não é uma boa ideia: 

É importante discutir política, sim, principalmente no momento em que atravessamos e em um evento em família; existem muitas pessoas com opiniões severas, diretas e de forma agressiva sobre certos assuntos e como é uma celebração de confraternização não é o melhor momento para tentar argumentar ou forçar a sua visão. 

Discutir religião é uma péssima ideia: 

Não importa qual seja a religião do outro, se é ateu ou agnóstico, as pessoas têm o direito de seguirem suas escolhas religiosas e você não pode forçar suas crenças sobre elas. 

Não lave roupa suja:

Parece um bom momento para falar umas verdades para aquele parente que fez alguma besteira no passado, mas definitivamente não é a melhor hora para isso. Todos estão juntos com o objetivo de aproveitar um momento agradável, então, por isso, não atrapalhe a festa tentando resolver alguma situação inacabada.

 


Não reclame da comida: 

Passas no arroz, peru fora do ponto, salada doce… Não importa se cada um levou um prato ou se alguém ficou responsável por toda a ceia: reclamar da comida é extremamente deselegante. Alguém passou horas cozinhando, se preocupando em fazer o melhor e em entregar um prato gostoso. Você tem todo o direito de não gostar, mas não fique falando isso em voz alta ou criticando a refeição. Apenas deixe de lado e coma outra coisa que goste. 

Bebidas e beberrões

As bebidas alcoólicas merecem um capítulo a parte neste assunto, especialmente porque elas costumam ser fartas neste tipo de festejo. Quem dá uma festa em casa tem que se considerar sortudo se nenhum convidado exagerar na dose e acabar dando vexame. 

Não precisa nem dizer que os anfitriões não tem a liberdade de relaxar e beber todas na festa como os outros convidados. Afinal, alguém precisa estar sóbrio para manter o controle de tudo. 

Excesso de bebida pode causar um estrago: 

Beber demais nunca é a melhor opção, nas festas de família, as consequências podem ganhar proporções inimagináveis. O importante é se controlar e não passar dos limites para não virar o chato da noite ou ser aquele parente inconveniente que vai ser sempre lembrado por atrapalhar a festa. 

Então, pegue leve. O mais importante é aproveitar a reunião para curtir as pessoas que você gosta! 

Fique longe de fofocas

Se a sua família for grande, com certeza tem aquela dupla ou trio de parentes fofoqueiros. Evite trocar muita ideia com eles (as), ou melhor, se a fofoca começar, caia fora, para não sobrar para você no final.

Como escolher os presentes

Todo mundo gosta de dar perfume de presente, mas essa é uma opção muito íntima, pois cada um tem o seu gosto. Prefira livros e coisas mais neutras, e que sejam fáceis de trocar, caso não seja do gosto da pessoa. Compre presentes dentro do valor estipulado, mas se quiser comprar algo mais caro, pois achou mais bonito, não use como ostentação.

Capriche na embalagem do presente

Procurar uma embalagem bonita para o presente do seu amigo secreto significa que você se preocupa com a pessoa e que teve muito carinho na hora de procurar pelo presente e a embalagem. Presentes mal embrulhados ou mal apresentados passam a impressão de relaxo e desconsideração

Abra o presente assim que ganhá-lo

Às vezes a gente prefere guardar o presente embrulhado para abrir em casa, mas saiba que isso é um erro enorme de etiqueta! Assim que receber um presente, abra-o imediatamente, afinal, a pessoa que lhe presenteou quer saber se você gostou ou não. 

Não demostre que você odiou aquele jogo de meias que ganhou de Natal

É óbvio que você vai odiar o jogo de meias ou os panos de prato que sua tia distante vai te dar de natal, mas disfarce e agradeça dizendo que amou e que era exatamente o que você estava precisando. Afinal, valeu o esforço da tia linda, né?

Não leve acompanhantes sem avisar

Se você quiser levar algum acompanhante à festa, avise aos anfitriões com antecedência. Não leve ninguém sem avisar, ou avisando de última hora, pois o dono da casa com certeza já preparou todos os lugares e a quantidade certa para tudo.

Deseje Feliz Natal olhando nos olhos

Quando der meia noite e todos forem se cumprimentar, não se esqueça de olhar nos olhos das pessoas para lhe desejar Feliz Natal. O contato pelos olhos significa firmeza e verdade.

Saiba a hora de ir embora:

A hora de ir embora do jantar depende muito do ambiente, das pessoas e do lugar. Se os anfitriões servirem café, é porque já está na hora de começar a ir embora. Mas a situação chave para saber a hora de ir para casa é quando as pessoas começarem a ficar mais “alegres” e um pouco alteradas.

O mais importante é que usufruamos o verdadeiro significado do Natal, que é a comemoração pelo nascimento de Jesus Cristo de forma fraterna, amorosa e de aconchego, junto com as pessoas que mais amamos e que valem a pena para nós. Porque no final, é isso que interessa! 

Feliz Natal e Ano Novo a todos!

 

Por Cida Lopes • Gestora/Produtora de Eventos/Docente – MBA em Hospitalidade •  cida.aparecida.lopes@gmail.com


 

Voltar