FOTOS

Autoconhecimento X Inteligência

 

A consciência é a função mental que dá as pessoas a sensação de serem únicas no mundo e, portanto permite o reconhecimento da existência do outro.

Hoje é consensual a ideia de que o cérebro é um órgão com enorme capacidade para expansão. Ele elabora uma construção não só das imagens do que acontece no mundo, mas também da nossa própria imagem, é através dessa imagem, que relaciona corpo e objeto, que vamos construir o sentido da consciência, o sentido do que somos e a capacidade que temos de conhecer aquilo que acontece à nossa volta.

O cérebro estimulado desenvolve mais ligações entre neurônios, as chamadas sinapses. Pessoas cujo cérebro tem mais sinapses raciocinam mais rápido e resolvem problemas de modo mais eficaz. Para desenvolver o nosso cérebro é importante a leitura constante, exercitar-se com tecnologias, bons diálogos, passeios, viagens, lazer, socialização, etc. Cultivar amizades e bons vínculos afetivos também estimulam o cérebro. Então, mãos à obra. O trabalho que se exige para o desenvolvimento da inteligência não é assim tão enfadonho. 

 


Segundo o psicólogo e pedagogo Americano Frederick Tutlle, dez sinais indicam atividade cerebral intensa e produtiva, ou seja, traços de inteligência que melhoram a capacidade mental. São eles:

-Curiosidade.

-Persistência e empenho na satisfação de interesses.

-Capacidade de autocrítica e de criticar os outros.

-Bom humor. 

-Facilidade de propor ideias diante de um estímulo novo. 

-Liderança. 

-Capacidade de se indignar diante de injustiças. 

-Facilidade de adaptação a desafios novos.

-Imaginação e fantasia sob controle. 

-Facilidade de relacionar informações aparentemente diversas e distantes

A maneira como as pessoas enfrentam a vida e os resultados que obtêm é consequência de uma combinação de fatores biológicos, que vêm da nossa estrutura física cerebral e culturais que tem a ver com a forma como cada um de nós se desenvolveu na estrutura familiar, escolar e social no sentido mais amplo. É a genética saindo do foco. 
Pesquisas revelam que pessoas com QI (quociente de inteligência) elevados têm também inteligência emocional com alto potencial e boas chances de realização pessoal e profissional. 

 

 

Por Renaura Silva Francisconi Pardal • CRP 35469-7 • Psicóloga Clínica e Psicopedagoga • Av. Amador Bueno da Veiga, 1.230 cj 1002 • renaura.f@hotmail.com •  99299-0932 • 2791-4005 


 

Voltar