FOTOS

Tem programa para hoje?
Vamos visitar um museu?

 

“O museu é uma instituição permanente, sem fins lucrativos ou não, ao serviço da sociedade e do seu desenvolvimento, aberta ao público e que promove pesquisas relativas aos testemunhos materiais do homem e do seu ambiente, adquire-os, conserva-os, comunica-os e expõe-nos para estudo, educação e prazer” (conceito de Museu do Conselho Internacional dos Museus – ICOM)

O Museu é um espaço onde todos podem e deveriam ir, que recolhe, estuda e conserva os objetos que depois são apresentados em exposição. O trabalho desenvolvido pelo Museu permite a criação de uma identidade cultural, assumindo o património um significado especial, os objetos contam-nos histórias, revelam-nos o cotidiano das pessoas, falam-nos das alegrias e preocupações doutros tempos.

É o local onde se recolhem objetos de valor cultural, que pode ser de antiguidades, objetos de arte, artigos científicos ou objetos simplesmente curiosos que merecem ser analisados. 

O primeiro museu público foi criado, na França, pelo Governo Revolucionário, em 1793: o Museu do Louvre, com coleções acessíveis a todos, com finalidade recreativa e cultural.

No Brasil, o primeiro museu data de 1862, o Museu do Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano. 
Os outros museus brasileiros foram fundados durante o século XX, sendo o mais importante, pela qualidade do acervo, o MASP - Museu de Arte de São Paulo, fundado em 1947.

Podemos pensar então, no museu como um lugar de educação não formal, rompendo com a visão de museu apenas com um recurso pedagógico a mais para professores e alunos. 

Vejamos agora: 

Pinacoteca do Estado de São Paulo
Considerada o museu de arte mais antigo de São Paulo, a Pinacoteca do Estado foi fundada em 1905, com apenas 26 obras. Hoje o acervo conta com cerca de nove mil peças que retratam a produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade. 

Museu de Arte Moderna - MAM
Localizado no Parque do Ibirapuera, o MAM possui cerca de cinco mil obras de pintores como Anita Malfatti, Di Cavalcanti e Pablo Picasso. O museu conta  até com uma loja, onde é possível adquirir réplicas das peças do local.

Museu do Futebol
O Estádio do Pacaembu abriga o museu que conta a história do esporte mais amado pelos brasileiros. Quem visita o local pode conferir curiosidades sobre o futebol, narradores e até treinar um chute virtual. É um dos museus mais tecnológicos da cidade, além de muito interativo.

Museu da Língua Portuguesa
Inaugurado em 2006 na Estação da Luz, o museu permite que seus visitantes façam uma viagem pelo mundo das palavras. Entre as atrações, uma linha do tempo onde é possível conhecer a origem da língua, um jogo que estimula a criação de palavras. (Agora em reforma).

Catavento Cultural e Educacional
O Catavento foi o espaço cultural mais visitado em 2015 e abriga o acervo do Museu de Tecnologia, com 36 objetos de pequeno e grande porte, como o avião DC-3, utilizado na Segunda Guerra Mundial. 

Museu de Arte Contemporânea
Projetado por Oscar Niemeyer, o antigo prédio do Detran, agora abriga o MAC - Museu de Arte Contemporânea da USP e fica localizado dentro do Parque Ibirapuera, um dos maiores da capital paulistana. 

MIS - Museu da Imagem e do Som
O famoso MIS tem ganhado grande destaque na crítica e na mídia por suas exposições bem elaboradas. Com a filosofia de registrar e preservar a imagem e o som do passado e do presente para um levantamento de um painel da vida brasileira nos aspectos humanos, sociais e culturais.

Museu de Arte de São Paulo - MASP
O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand comporta uma coleção considerada a mais importante do Hemisfério Sul. Em seu acervo contam com nomes como Renoir, Rembrandt, Botticelli, Velásquez, Ticiano, Degas e Manet em exposições permanentes temáticas extremamente interessantes. 

Instituto Tomie Ohtake
O Instituto Tomie Ohtake, inaugurado em novembro de 2001, conta com oito salas de exposição, quatro ateliês, uma sala de seminários e uma de documentação. Os ambientes são integrados por um grande hall com restaurante, livraria, loja de design e um café. 

Museu Afro Brasil
O Museu Afro Brasil, localizado no Parque do Ibirapuera, é primeiro do gênero no País e cobre um hiato de quase 400 anos de história. O local valoriza, divulga e preserva uma cultura que é peça-chave na construção da identidade nacional. 

Museu de Arte Sacra
Atualmente, as principais atribuições do Museu de Arte Sacra de São Paulo são: recolher, classificar, catalogar e expor convenientemente objetos religiosos cujo valor estético ou histórico recomende a sua preservação; expor permanente, pública e didaticamente seu acervo; promover o treinamento, a capacitação profissional; incentivar e apoiar a realização de estudos e pesquisas sobre arte sacra e história da arte.

Museu do Ipiranga
O Museu Paulista, mais conhecido como Museu do Ipiranga, representa o marco da Independência e da História do Brasil e de São Paulo. Seu acervo conta com mais de 125 mil itens, além de objetos indígenas, mobiliário, armaria, pinturas, ferramentas e outros instrumentos, muitos de uso pessoal. 

Museu da Imigração
Reinaugurado em 2014, o Museu da Imigração fica na Mooca e tem um jardim com 2.900m², que atrai muitos visitantes. Possui várias espécies de árvores e plantas. Há sempre programação cultural no gramado, com música, dança, cinema e teatro.

Agora veremos exemplos de amor a arte, a cultura e a historia.

Museu da Fotografia da Penha 
O museu, que foi inaugurado em 28 de março de 2006, é de Flavio Tallmann, fotógrafo profissional há mais de 60 anos, expondo antigas máquinas fotográficas, fotos de acontecimentos da Zona Leste, homenagens e prêmios que recebeu com seus trabalhos na imprensa, criando assim o museu em sua casa para apresentar o que registrou ao longo de décadas. As visitas tem entrada franca e devem ser agendadas, abrindo as portas do seu lar para contar muitas histórias.
Rua Doutor Ismael Dias, 217 - casa 4, Guaiaúna

Memorial Penha de França
Fundado em 2004 pelo engenheiro aposentado Francisco Folco, o espaço possui um acervo de mais de 300 fotos antigas, obras de arte e jornais restaurados, sendo também o curador do local. 

O espaço funciona na sua casa que está sediado num casarão antigo de 1930 na Rua Betari, 560, próximo ao Shopping Penha. 

Para manter o projeto, o memorial oferece cursos pagos de Fotografia e História da Arte, ministrados por professores no local. 

As visitas precisam ser agendadas e não há cobrança de ingresso.

Porque visitar museus?
Infelizmente ainda estão distante de ser um dos locais mais desejados e visitados pelo público brasileiro em geral. Referimo-nos aos museus, que permite sim uma grande satisfação para quem tem verdadeiro interesse em fazer e desenvolver uma análise de diferentes períodos de nossa história. Não necessariamente de nosso passado. Os museus possuem também a capacidade de revelar para o visitante que ele mesmo, como tal, faz parte do processo histórico. 
Há alguns anos, acreditava-se que os museus ficariam obsoletos e gradativamente perderiam público. Até os mais tradicionais museus, mantém-se com um pé fincadíssimo na modernidade e por um conceito afinado com a museologia contemporânea. 

Nunca se abriu tantos museus como agora, transformando a região onde está inserido, propiciando novas frentes de emprego, inserção social e melhoria na qualidade de vida, além de contribuir com mais uma atração cultural.

No universo da cultura, o museu assume funções das mais diversas e envolventes. Uma vontade de memória seduz as pessoas e as conduz à procura de registros antigos e novos, levando-as ao campo dos museus, no qual as portas se abrem sempre mais. 

Espaço fascinante onde se descobre e se aprende, nele se amplia o conhecimento e se aprofunda a consciência da identidade, da solidariedade e da partilha.

Por meio dos museus, a vida social recupera a dimensão humana que se esvai na pressa da hora. As cidades encontram o espelho que lhes revele a face apagada no turbilhão do cotidiano. E cada pessoa acolhida por um museu acaba por saber mais de si mesma. Então comemore neste 18/05 o Dia do Museu e faça sua visita.

 

Por Cida Lopes • Gestora/Produtora de Eventos/Docente – MBA em Hospitalidade •  cida.aparecida.lopes@gmail.com

 


 

Voltar