FOTOS

Saiba escolher
Alimentos In Natura, Minimamente Processados e Ultraprocessados

Conheça as orientações do Guia Alimentar para população Brasileira no combate a obesidade 

 

A fim de fornecer informações à população Brasileira sobre escolhas alimentares mais saudáveis, o Ministério da Saúde lançou a 2ª edição do Guia Alimentar Para a População Brasileira. 

A intenção desse artigo, além de sugerir a leitura desse guia, é falar um pouco mais sobre como fazer melhores escolhas na hora de adquirir os alimentos que serão consumidos, ajudando o leitor a entender a diferença entre alimento in natura, minimamente processado e ultraprocessado, que são os termos utilizados pelo Ministério da Saúde e, com esse entendimento diminuir as dúvidas: Pode? Ou Não Pode!

Saber escolher faz toda diferença, pois elas são as grandes responsáveis pelo estado de saúde!

As informações deste guia quer evitar a desnutrição, diminuir a tendência ao aumento da obesidade e prevenir doenças que tem haver com a alimentação, de uma forma geral, destinada à população brasileira, não para um individuo em especial.

Ele explica a prática da alimentação saudável e faz recomendações gerais sobre os vários itens que envolvem o ato de comer:

1. Fala da relação entre alimentação e saúde, levando em conta que comer é mais do que ingerir calorias, proteínas e vitaminas.

2. Orienta a escolha dos alimentos, explicando sobre as diferenças entre alimentos in natura, minimamente processado e os ultraprocessados.

3. Explica como combinar alimentos nas refeições.

4. Fala da comensalidade, ou seja, o que influencia o bom aproveitamento dos alimentos como: ambiente e local das refeições, horário, tempo gasto para comer e companhia.

5. Expõe os desafios que as pessoas sofreram para aderir a estas recomendações, como custo, oferta, propaganda, etc, e propõe ações para enfrentar e superar esses desafios.

Assim sendo, vamos às definições:

ALIMENTO IN NATURA: obtidos diretamente de plantas ou de animais sem que tenham sofrido qualquer alteração após deixar a natureza.

MINIMAMENTE PROCESSADOS: são alimentos in natura que, antes de sua aquisição, foram submetidos a processos de limpeza, remoção de partes não comestíveis ou indesejáveis, fracionamento, moagem, secagem, fermentação, pasteurização, refrigeração, congelamento, e processos semelhantes que não envolveram a adição de sal, açúcar, óleos, gorduras ou outras substancias ao alimento original.

ALIMENTOS ULTRAPROCESSADOS: Produtos cuja fabricação envolve diversas etapas, técnicas de processamento e aditivos alimentares. Ex: biscoitos recheados, salgadinhos “de pacote”, refrigerantes, macarrão instantâneos. Devido aos seus ingredientes, são nutricionalmente desbalanceados e envolve a adição de sal, açúcar, óleos, gorduras e compostos químicos.

Explicando melhor essas diferenças: 
        

 

Alimento in natura Minimamente Processado Ultraprocessado
• Abacaxi fresco • Abacaxi em calda • Suco de caixinha de abacaxi (adição de açucar e pouca polpa de fruta)
• Trigo, milho, cereais integrais  • Pão caseiro • Bisnaguinha (para dar maciez é adicionado gordura)
• Vitamina de leite com morango • Geleia de morando (feita com fruta e açucar) • Sobremesa láctea sabor morango tipo petit suisse (excesso de açucar além de aromatizantes e corantes)

Fonte: Revista IDEC – Infância acima do peso, agosto de 2015. 

 Reforçando a intenção deste artigo: Na hora das escolhas dos alimentos, prefira os alimentos in natura ou os minimamente processados, evitando os ultraprocessados.

 

 Por Edina Aparecida T. Trovões • Nutricionista CRN3-1579 • edina.trovoes@terra.com.br • Consultório: 2307-1551


 

Voltar