FOTOS

A psicoterapia como um processo de autoconhecimento

 

A palavra psicoterapia (tratamento psicológico) deriva do grego psykhê (mente) e therapeuein (curar, cuidar) e está ligada às intervenções psicológicas. É um processo de busca de conhecimento e desenvolvimento pessoal, pelo qual o indivíduo toma consciência de si mesmo.

A psicoterapia, normalmente, é um regresso às percepções sensoriais de base e à experiência de vida. Durante o processo terapêutico, o indivíduo sempre acaba por perguntar a si mesmo qual o propósito da sua maneira de vida, porque se comporta de determinada forma ou porque faz o que faz. É uma busca interna por motivos e razões que possam estar interferindo no dia a dia do indivíduo, levando-o a consciência do que se precisa para viver melhor. É uma forma de aprender a lidar com as emoções e com seus conflitos psicológicos.

O indivíduo é, em outras palavras, um organismo humano completo, em pleno funcionamento e, na psicoterapia, torna-se verdadeiramente dono dos seus desejos e necessidades com todos os detalhes que isso implica. Quando esta capacidade única de ser consciente que o homem possui, funciona desta forma livre e integral, vemos um organismo capaz de alcançar um comportamento equilibrado, realista, valorizando a si mesmo e ao outro, que é uma resultante de todos os elementos dos quais a psicoterapia permite tomar consciência. Segundo o psicólogo humanista Carl Rogers “a vida plena é um processo, não um estado de ser”.

 


Nos últimos anos, passou a existir uma nova percepção sobre o tratamento psicológico. Deixou de ser visto só por quem estivesse passando por uma grave crise emocional ou portador de algum transtorno mental. Atualmente, grande parte, busca ajuda para resolução de pendências do dia a dia, problemas conjugais, estresse no trabalho, medo da violência, angústia na tomada de decisões importantes e principalmente em dificuldades nas relações interpessoais.

Essa nova percepção surge juntamente com as atribulações da vida moderna, que insere a psicoterapia como algo necessário na vida das pessoas. Problemas econômicos e profissionais, por exemplo, que estão na raiz de muitas crises de depressão. Junta-se a isso mudanças de comportamento. Os homens, por exemplo, demonstram suas fraquezas sem nenhum constrangimento. Hoje são valorizados aqueles que mostram sensibilidade, que não se envergonham de exteriorizar suas emoções, nem se constrangem em buscar ajuda psicológica. Afinal, homem também chora.

As mulheres angustiam-se porque têm de administrar carreira, marido, filhos, estudo e tarefas de casa tudo ao mesmo tempo, levando-as a sentirem-se desamparadas, pois o estresse da vida moderna tem colocado de frente com doenças que antes só pertenciam a classe masculina.

A psicologia através da psicoterapia, trata de problemas como: Depressão, Transtornos de ansiedade, Transtornos alimentares (obesidade, bulimia, anorexia), Transtorno obsessivo compulsivo (TOC), Distúrbios de ordem emocional, Síndrome do pânico, Estresse pós–traumático, Fobias, Autoestima e outros transtornos psicológicos.

A psicoterapia é um processo de autoconhecimento, proporcionando ao paciente a oportunidade de buscar mudanças na vida, para que seja mais produtivo e feliz, com qualidade de vida.

 

Por Renaura Silva Francisconi Pardal • CRP 35469-7 • Psicóloga Clínica e Psicopedagoga • Av. Amador Bueno da Veiga, 1.230 cj 1002 • renaura.f@hotmail.com •  99299-0932 • 2791-4005 


 

Voltar