FOTOS

Como aproveitar melhor o horário de verão

 

O horário de verão é um ajuste feito nos horários marcados por nossos relógios em determinadas épocas do ano para que possamos adaptar nossa rotina ao tempo em que o sol nasce e se põe com o fim de aproveitar melhor as horas de sol para economizar a utilização de energia artificial.

Como começou o horário de verão

Aquela que pode ser considerada como a primeira proposta oficial da sua criação só apareceu mais de um século depois, em 1895.

O autor dessa proposta foi George Vernon Hudson, um entomologista da Nova Zelândia que, enquanto fazia as suas pesquisas, se apercebeu do valor da luz do dia no seu trabalho, que era examinar o comportamento dos insetos. 

O primeiro país a utilizar o horário de Verão foi a Alemanha, em 1916, mas apenas tomou essa decisão para poupar carvão, que era essencial para a sua intervenção na 1ª Guerra Mundial.

Já no Brasil, a história do horário de verão teve início na década de 30, pelas mãos do então presidente Getúlio Vargas, vigorando de 3 de outubro de 1931 até 31 de março de 1932. Depois de 18 anos sem sua instituição, foi novamente adotado devido à queda do nível de água nos reservatórios das hidrelétricas, por volta de 1985/86, que passou a ocorrer em todos os anos.

Para que serve o horário de verão?

O horário de verão serve para minimizar a sobrecarga de consumo durante alguns picos diários. As horas de maior consumo de energia do dia (final da tarde) ocorrem quando as pessoas chegam a suas casas e ligam o chuveiro elétrico, a TV e outros equipamentos eletrônicos, aumentando a demanda de energia.

Assim, durante o horário de verão, o maior aproveitamento da luz natural faz com que as lâmpadas de casas, indústrias, espaços comerciais, ruas e espaços públicos sejam ligados mais tarde, quando o pico de consumo já diminuiu. Dessa forma, evita-se uma sobrecarga do sistema de distribuição de energia. A redução da ponta varia de 4% a 5%.

Por que o horário de verão é usado no segundo semestre do ano?

O horário de verão é estabelecido quando, a partir de outubro, os dias começam a ficar gradativamente maiores dos que as noites, com o sol nascendo mais cedo e pondo-se mais tarde (solstícios de verão).

O dia parece durar mais (de uma forma boa): O dia dura mais, fica no ar essa sensação de que ganhamos uma hora. De que dá pra fazer mais coisa, aproveitar mais. Portanto, apesar da preguiça normal de todo dia, ficamos de certa forma mais produtivos. 

Dê tempo para você se adaptar: Normalmente, as pessoas demoram cerca de uma semana para adaptar o organismo e se acostumar com os novos horários de almoço, sono etc. Mantenha a calma e não se cobre excessivamente.

Mantenha a rotina de exercícios: Mantenha a sua tradicional rotina de exercícios, mesmo estando um pouco mais cansada. O exercício ajuda a pegar no sono. Uma opção também é praticar atividades que relaxam, como yoga e meditação.


Curtir o pôr-do-sol: Quem trabalha até mais tarde e nunca consegue apreciar a despedida do astro rei, tem no horário de verão a chance e o período ideal para visitar lugares para curtir a bela paisagem do pôr-do-sol. 

Com dias mais longos, aproveite a luz do dia para fazer caminhadas e se exercitar de modo geral. As pessoas normalmente ficam mais dispostas com a claridade, então por que não fotos? Inúmeras fotos. Sim, teremos mais uma hora de sol e dá pra fazer milhões de fotos durante a luz natural. Muitos amam o pôr do sol e acham que é a coisa mais linda pra se fotografar. 

Happy hour ao ar livre: Não há dúvidas de que os dias de verão são os mais agradáveis para encontrar os amigos e relaxar. O famoso Happy hour com os colegas de trabalho fica ainda mais animado se as bebidas, seja uma cerveja, caipirinha ou sucos, apreciadas em  mesas ao ar livre. 

Caminhadas, exercícios e esportes em geral: Se você não consegue acordar cedo para praticar atividades físicas e se sente desestimulado a ir para a academia ou caminhar no período da noite, agora você não terá mais desculpas para ficar parado. 

Piqueniques/passeios: Você tem mais uma hora de solzinho no seu dia, porque não aproveitar pra fazer um passeio ou sair pra fazer um piquenique em algum parque? A ideia encanta de alguma forma. O que importa é que dá pra dar um passeiozinho agradável quando o sol já não tá mais pegando tanto. 

Sorvete na praça: Neste verão opções não faltam, com a maioria das ruas sempre oferecendo lanchonetes e sorveterias para petiscos rápidos e refrescantes. Vale a pena pegar o seu sorvete e passear pelas ruas ou praças.

Conheça novos lugares: Sabe aquele parque que você sempre teve vontade de conhecer? Ou aquele ponto turístico lindo da sua cidade que por conta da correria você sempre deixa para visitar depois? Não perca mais tempo! Com a claridade até depois das 18h conhecer novos locais fica bem mais fácil.

No nosso bolso, como podemos nos beneficiar com horário de verão para economizar na conta de luz?

A principal ideia do horário de verão é economizar energia aproveitando melhor a luz do dia. Mas pensa só, quando você sai pra fazer qualquer atividade ao ar livre, trocando a TV, o Notebook ou o celular por alguma coisa que não requer energia, você passa a economizar mais ainda na conta! 

Iluminação: Aproveite a luz natural. Abra cortinas e persianas para deixar a luz solar entrar, desta forma, enquanto houver iluminação, não será necessário acender as lâmpadas.

Outra dica é utilizar lâmpadas mais econômicas como as fluorescentes. Vai reformar a casa? Optem por cores mais claras nas paredes, elas refletem melhor a luz natural, deixando o ambiente mais iluminado.

Chuveiro: O chuveiro é o grande vilão da conta de luz, responsável por grande parte da conta de luz. O ideal é que ele não seja utilizado em temperaturas altas, mude a estação para “verão” – temperatura baixa. Banhos mais curtos, além de economizarem energia elétrica, também economizam água.

Geladeira: As geladeiras também podem se tornar um problema. Evite o “abre e fecha” constante, isso faz com que o ar frio escape e com isso o motor tende a utilizar mais força para refrigerá-la novamente. Isso também vale para a borracha das portas, que devem estar bem vedadas. Se for comprar outra geladeira, opte sempre por aparelhos que tenham o selo A da Procel que, comprovadamente, gastam menos energia.
 
Ar condicionado: No calor ele é um grande aliado, porém se não utilizado de forma consciente, pode se tornar um vilão do desperdício de energia elétrica.
 
O ar condicionado dever utilizado apenas em ambientes fechados, pois a entrada de ar externo faz com que ele trabalhe mais para resfriar o ambiente interno.  Mantenha-o longe de lugares quentes, com incidência do sol. Lâmpadas e aparelhos eletrônicos também geram calor, desligue se não estiver utilizando. O calor demanda mais do ar-condicionado, fazendo-o trabalhar mais.

Vamos aproveitar mais este horário de verão! Divertir-nos mais e ainda economizando! Maravilhoso!

 

Por Cida Lopes • Gestora/Produtora de Eventos/Docente – MBA em Hospitalidade •  cida.aparecida.lopes@gmail.com


 

Voltar