FOTOS

O pensamento é tudo

 

Começa com o pensamento, continua com o pensamento e termina com o pensamento.

Por isso o psicólogo inglês Franc Backman, disse: “O pensamento se torna ação; A ação gera o hábito; O hábito forma o caráter; O caráter define o destino”.

Já o filosofo Dr. Masaharu Taniguchi disse: “As coisas acontecem exatamente como nós pensamos, mas se alguém lhe disser que não é verdade, pois para ele não acontece, ‘o que eu penso dá tudo errado’, diga a ele que está acontecendo exatamente o que ele está pensando, pois está pensando que dá tudo errado, portanto se der errado está certo e se der certo, está errado”.

Desta forma, como tudo depende do pensamento, o que veio pensando durante todo o tempo, está se realizando?
As coisas têm dado certo ou errado?

O que se pensa torna-se ação, ou seja, praticamos o que estamos pensando a todo o momento, por isso o que está acontecendo ou o que aconteceu, foi tudo obra do seu pensamento. Por isso o que possui é resultado do que vem pensando. Não podemos reclamar o que somos e o que possuímos.

O nosso destino também é resultado do nosso caráter, que foi formado pelo nosso hábito, pelo que praticamos no cotidiano. Nunca é culpa dos outros, sejam os pais, professores, parentes ou pessoas que convivem conosco.

Se as coisas tem dado certo é porque tem pensado: “tudo que faço está certo, é perfeito”. E se tem dado errado é porque não confia em si mesmo e sempre pensa: “e se der errado?” Pensa mais no errado do que no certo.

Não fale de coisas negativas e se der errado, elimine da sua mente esse tipo de pensamento.

Não fale coisas que desagradem ao seu interlocutor, principalmente aos otimistas. Falar e argumentar o negativo só aborrece essas pessoas, que educadamente se afastam desse local ou abandonam a conversa deixando-o falar sozinho.

Como quebrar esse carma? Jogando fora esse tipo de pensamento e passar a pensar diferente.   Mudar o seu mundo mental, pensando somente em coisas positivas e otimistas com alegria, sorriso, felicidade e compreensão.

Elimine totalmente da sua mente e do seu pensamento o complexo de inferioridade. Não usar justificativas para o seu pensamento negativo e não forçar os outros a aceitarem coisas negativas.

Lembre se: Se o interessado não se interessar pelos seus interesses, não há quem se interesse pelos seus interesses.

 

Por Hatiro Shimomoto é escritor, Presidente da Organização King de Contabilidade; Hatiro Shimomoto Advocacia; TRIJAB - Tribunal de Justiça Arbitral do Brasil; ABRADE - Associação Brasileira de Defesa das Empresas;  Dep. Estadual 6 mandatos. Professor, advogado e contabilista.

 


 

Voltar