FOTOS

O que esperar numa viagem de cruzeiro

Viajar é uma das formas de lazer que a sociedade contemporânea encontrou para empregar o denominado tempo “livre” e o dinheiro, fruto de seu trabalho.
Viajar pode alargar horizontes, aproximar os povos socialmente, aumentando a comunicação entre as nações, envolvendo o processo de aculturação.
Inegavelmente, o mar sempre exerceu um fascínio sobre as pessoas, seja pelos seus mistérios, seja pelas narrativas poéticas. 
Fatores e formas que se expressam em viagens marítimas: 
Culturais - Visita a lugares de interesse, vivência de outras culturas; 
Desenvolvimento Pessoal - Aumentar conhecimentos, aprender algo novo;
Físicos - Relaxamento - Banho de sol, exercício, saúde e sexo;
Emocionais – Nostalgia, romance, aventura, escapismo, fantasia, busca de alimento espiritual;
Pessoais - Visita a amigos e parentes, fazer novos amigos, necessidade de satisfazer outras pessoas, fazer economia, em caso de rendimentos reduzidos;
Status - Exclusividade, fator moda, oportunidade de gastar de maneira ostensiva.
A evolução dos cruzeiros marítimos nos últimos anos deveu-se ao novo conceito de viagem à bordo de um navio, criado nos anos 80 com a combinação de transporte, hospedagem, atividades de lazer e, alimentos e bebidas num único lugar fizeram dos cruzeiros marítimos “um destino em si”.
O rápido crescimento das companhias aéreas causou a decadência de várias companhias marítimas, pois a maioria dos passageiros optava então por um meio mais rápido e também seguro de deslocamento.
 

Hoje os navios podem realmente ser um ‘hotel itinerante’ ou uma ‘cidade flutuante’, pois o mesmo percorre diferentes roteiros durante uma mesma viagem e transporta uma população de pessoas que pode ser comparada a pequenos municípios. 
Dentre as várias opções de lazer, pode-se citar a prática de esportes ao ar livre, como paredes de escalada, mini campo de golfe, quadra poliesportiva, piscinas, ou as atividades indoor, como os spas ou piscinas internas, compras nas diversas lojas à bordo, cinema, teatro, shows ao estilo Broadway, centrais de internet, áreas exclusivas para crianças etc. 
Previsão antecipada de gastos
As tarifas de um cruzeiro são determinadas inicialmente de acordo com a categoria do navio e da companhia, bem como de acordo com a duração do cruzeiro e do tipo de acomodação escolhida. 
Num cruzeiro marítimo, o principal diferencial está justamente no item refeições. Todos os cruzeiros oferecem a pensão completa, porém, normalmente o passageiro terá pelo menos cinco refeições diárias.
Existem alguns itens e serviços que podem ser considerados opcionais e extraordinários e que normalmente são os gastos com bebidas, serviços de telecomunicação, lavanderia, honorários médicos, excursões nos portos de escala, gastos com os jogos no cassino, nas lojas e boutiques a bordo, entre outros. 
Procedimentos de embarque e desembarque
Os procedimentos para embarque e desembarque em um navio de cruzeiros são bastante similares aos adotados nos aeroportos, para embarcar em um navio é necessário que o passageiro apresente no embarque o bilhete marítimo juntamente com seus documentos originais para que o agente portuário possa fazer a checagem das informações da reserva. 
Acomodações a bordo de um navio
As acomodações são um item importante num cruzeiro marítimo, pois elas determinarão o investimento que os passageiros farão em suas viagens. As cabines de um navio são como miniaturas de um quarto de hotel, que oferecem mais ou menos as mesmas facilidades, exceto espaço, pois os navios têm uma limitação natural deste, embora o utilizem eficientemente. 
Alimentos e bebidas a bordo


A área de alimentos e bebidas é uma área bastante ativa dentro do navio e responsável diretamente pela satisfação dos passageiros a bordo, que  responde por 65% dos cargos a bordo de um navio. 
O prazer de comer é levado a sério em cruzeiros, pratos exclusivos com toques regionais é um deleite para os olhos e para o paladar. E para aqueles que seguem uma dieta específica, têm alergia a algum ingrediente ou algum tipo de restrição alimentar, a dica é avisar, ao reservar seu pacote, o que você pode e não pode comer. Na maioria os cruzeiros contam com cardápios vegetarianos, light, uma enorme variedade tipos de frutas, sobremesas de baixas calorias, cardápio especial para crianças e até um cardápio de comidas sem glúten.
Lembramos que toda e qualquer refeição servida a bordo não tem custo adicional para o passageiro (com exceção dos restaurantes especiais que podem cobrar uma taxa simbólica), que poderá experimentar toda e qualquer iguaria que desejar. Haverá custo somente para as bebidas, desde que estas não estejam incluídas no cardápio (toda e qualquer bebida engarrafada ou enlatada deverá ser paga pelo passageiro como serviço extraordinário).
Atividades de lazer a bordo dos navios.
Depois da culinária, o lazer e o entretenimento são as maiores preocupações nos cruzeiros marítimos. As companhias marítimas oferecem opções para todos os gostos e necessidades, desde os passageiros que procuram sossego, relaxando no deck e respirando a brisa do mar, até aqueles que gostam de cuidar do corpo e estar sempre em atividade.
São várias as opções de atividades durante o dia e durante a noite, sempre programadas por profissionais da área de educação física e lazer, altamente capacitados, e realizadas sob a supervisão de monitores experientes especializados. 
Cruzeiro pode ser um luxo, mas pode também ser uma sucessão de gafes se você não souber o que vestir ou como se portar. 
Por mais despojado que seja não significa, em absoluto, que o refinamento não esteja presente à bordo em vários momentos. 
Na maioria dos cruzeiros há três tipos de “regras de vestimentas”:
Formal: smoking ou terno para homens, e cocktail dress (vestido formal) para as mulheres.
Informal: paletó e gravata para os homens, e vestido para as mulheres (nunca jeans).
Casual: camiseta sem gola, sem paletó, para os homens. Para as mulheres estão liberados saias, vestidos, calça de alfaiataria, blusas e suéteres.
Por isso, é bom prestar atenção no que levar na mala. 
Informe-se sobre as noites temáticas para não ser pego de surpresa – a noite de gala permite trajes realmente exuberantes, com direito a paetês e caudas,
Para o dia, separe roupas leves e confortáveis e que combinem entre si;
Leve roupas mais pesadas caso esfrie. No interior do navio os ambientes são climatizados, mas nos ambientes exteriores pode ventar e fazer mais frio à noite;
Por fim, para não ficar na mão e poder aproveitar a viagem sem preocupações, é importante se informar sobre as moedas aceitas dentro do navio.
 A escolha do navio e da cia. são as duas coisas mais importantes a serem consideradas na hora da decisão.  Em primeira instância, a cia. é o primeiro item a ser considerado. Depois, o tamanho da embarcação.  São os dois pontos que podem definir sua satisfação. O tamanho das embarcações faz muita diferença no entretenimento, atividades, restaurantes, destinos e conforto das cabines.  Quanto maior o navio, maiores e mais numerosas as instalações comuns e privativas. Todavia, há um ponto a ser considerado: alguns portos não recebem navios de grande porte. Portanto, o destino seria o terceiro ponto a ser considerado.
Natureza e paisagem
Para concluir, apresentamos aqui o que consideramos uma das principais características dos cruzeiros marítimos – o contato com a natureza e diferentes paisagens que desfilam aos olhos dos passageiros enquanto o navio o transporta para os diversos destinos programados no roteiro.
Esta característica exige a experiência real de uma viagem a bordo, pois proporciona sensações de liberdade, conforto e integração com a natureza. É o homem se descobrindo em seu estado mais puro, em seu estado de criatura que observa a dimensão e a força da natureza. A experiência de uma viagem a bordo de um navio é uma experiência única para cada indivíduo. 
O olhar a partir do mar mostra contornos não perceptíveis quando se está em terra firme. O olhar do mar pode criar laços afetivos do ser humano para com a natureza, tornando-se um momento único da viagem. O olhar do mar cria um prazer visual da natureza, que irá variar de intensidade dependendo do individuo que passa pela experiência.

Cida Lopes • Gestora/Produtora de Eventos/Docente – MBA em Hospitalidade •  cida.aparecida.lopes@gmail.com


 

Voltar