FOTOS

Invista em você no pós-Páscoa

O Brasil atualmente é o segundo pais com maior número de academias de ginastica no mundo com aproximadamente sete milhões de praticantes matriculados, perdendo apenas para os EUA. Portanto poderíamos imaginar que os brasileiros estão mais envolvidos com a prática regular de exercícios físicos, e com isso um maior controle em relação a sua alimentação, seu peso corporal, e doenças relacionadas, como o diabetes e as doenças cardiovasculares. Mas infelizmente não é isso que esta sendo verificado, segundo os dados do Portal Brasil. Praticamente 50% dos brasileiros adultos estão com excesso de peso (52,6% homens e 44,7% mulheres). 

Como fazer para reverter ou pelo menos controlar essa situação preocupante? Acho que todos sabem o principal, que é ingerir menos e gastar mais calorias nas 24 horas do seu dia.

Mas em datas como a Páscoa se torna muito difícil, pois temos inúmeros estímulos calóricos (ovos de Páscoa de chocolate), além de encontros familiares, o qual nos leva a ingerir mais alimentos gordurosos, refrigerantes e doces em geral. Também muitas academias ficam fechadas neste feriado prolongado. O que fazer então? Seria interessante mantermos de alguma forma uma atividade física diária neste período como caminhar, correr ou pedalar.

Como não fazemos isso, voltamos a nossa rotina diária e ficamos muitas vezes como loucos efetuando dietas extremamente restritivas para perder aquelas gordurinhas que não nos pertence, é claro! Além disso, após o período de abusos alimentarem, tendemos a exagerar nos exercícios para perder o excesso adquirido o mais rápido possível. Qual é o resultado? O risco de lesão causada pelo exercício aumenta. As dietas malucas além de perigosas nos acarretam em perda de massa magra (Músculos). A combinação desses dois efeitos pós-Páscoa pode aumentar a fadiga e predisposição a futuras lesões.

Como devemos passar esses feriados? Bom, o mais comum e decisivo para a perda de peso é o controle da ingestão alimentar. Isso significa que devemos restringir a caloria dos alimentos que consumimos. Devemos sempre ter em nossa alimentação diária carboidratos, gorduras e proteínas equilibradas, lembrando que o gasto energético de repouso de um homem (70Kg) é de aproximadamente  1700Kcal e de uma mulher (58Kg) 1340Kcal, ou seja, em um dia geralmente pode-se gastar em media de 2000 a 2500 Kcal dependendo do grau da atividade que a pessoa realiza.

Uma maneira interessante de agregarmos um gasto calórico e mantermos a massa magra em progressão seria investir em circuitos ou treinamento concorrente que unam períodos de atividades aeróbicas com exercícios resistido feito sem intervalo. Segundo estudo publicado no periódico americano Journal of Strenght & Conditioning Research, esse tipo de treino queima até 30% mais calorias do que uma rotina em que os dois trabalhos são feitos separadamente. “Nesta maneira de se treinar, os batimentos cardíacos se mantêm acelerado durante todo o exercício. Por isso, o gasto calórico é maior”. Eles podem ser realizados de diversas formas e um profissional próximo a você poderá lhe ensinar sem correr o risco de lesões. Assim os abusos destas data poderão ser controlados sem sofrimento.

Flavio Freitas • Cref/SP 084493-G • Professor do Instituto do Movimento • www.institutodomovimento.com.br


 

Voltar