FOTOS

Você é um bom empreendedor?

O empreendedor é conhecido ainda como empresário ou comerciante.

Com a mudança dos usos e costumes, os termos e as palavras também vão se atualizando com novas palavras e vamo-nos adaptando para acompanhar o status quo.

Para ser um empreendedor é necessário saber administrar a atividade que escolheu e fazê-la funcionar em harmonia com a sua equipe, para não prejudicar o seu empreendimento.

Não é fácil dirigir uma empresa sem que tenham falhas.

Quando se pretende que sua atividade cresça ou melhore, é comum um empreendedor procurar espelhar-se nas experiências de outros administradores.

A participação em cursos, palestras, seminários, congressos e convenções, poderão auxiliá-lo a ilustrar e trazer a orientação que falta para melhorar a sua administração.

Na medida do possível, deve também contratar funcionários com conhecimentos nos respectivos segmentos, formando assim uma equipe.

Ninguém nasce sabendo, por isso, não tenha receio em pedir ajuda, converse com outros empreendedores, de como solucionar os problemas que você está tendo.

Se quiser orientações através de livros ou determinados escritores, sobre qualquer matéria, existe uma grande variedade de autores em livrarias especializadas, ou mesmo, lendo biografias de pessoas que tiveram sucesso em grandes empreendimentos, como exemplos a serem seguidos.

Li uma vez a história do Napoleão Bonaparte, de como ele selecionava os seus soldados.   Esta é a história:

“Napoleão Bonaparte classificava seus soldados em 4 tipos de pessoas:

1) Os inteligentes com iniciativa;
2) Os inteligentes sem iniciativa;
3) Os ignorantes sem iniciativa;
4) Os ignorantes com iniciativa.

? Aos inteligentes com iniciativa, Napoleão dava as funções de comandantes gerais, estrategistas, etc.;
? Aos inteligentes sem iniciativa, Napoleão os deixava como oficiais que recebiam ordens superiores, para cumpri-las com diligência;
? Aos ignorantes sem iniciativa, Napoleão os colocava à frente da batalha: para serem “buchas de canhão”;
? Os ignorantes com iniciativa, Napoleão os desprezava; não os queria em seus exércitos.

Um ignorante com iniciativa é capaz de fazer enormes besteiras e depois, dissimuladamente, tentar ocultá-las.

Um ignorante com iniciativa faz o que não deve, fala o que não pode, envolve-se com gente inadequada e depois diz que de nada sabia.

Um ignorante com iniciativa faz perder boas idéias, bons projetos, bons clientes, bons fornecedores, bons homens públicos.

Um ignorante com iniciativa produz sem qualidade, porque resolve alterar processos definidos e consagrados.

Um ignorante com iniciativa é, portanto, um grande risco para o desenvolvimento e o progresso de qualquer empresa e/ou governo.

Normalmente você é capaz de identificar os 4 tipos que estão presentes na sua vida, na sua empresa. E toma suas decisões sobre eles.”

É lógico que essa história é apenas ilustrativa. Na prática, para a seleção do pessoal, o que vale é o bom senso.

Hatiro Shimomoto é escritor, Presidente da Organização King de Contabilidade; Hatiro Shimomoto Advocacia; TRIJAB - Tribunal de Justiça Arbitral do Brasil; ABRADE - Associação Brasileira de Defesa das Empresas;  Dep. Estadual 6 madatos. Professor, advogado e contabilista.


 

Voltar